SALVE EUOVO!!!

Sempre houve a intenção de transformar o blogui em site, rádio on-line e tudo mais. Mas para esta tarefa é necessário suporte financeiro.

Para isso o blogui abre esta campanha de financiamento colaborativo que vai garantir a manutenção e quiçá sua transformação em site etc.

Sua contribuição vai ajudar a manter postagens semanais sobre os mais variados artistas com álbuns em download gratuito, dicas sobre discos a baixar, podcasts, novos lançamentos em streaming, retrospectivas e listas de melhores discos de cada ano – incluíndo listas de melhores álbuns dos anos passados como por exemplo 1964, 1999, 1986, 1971 entre outros anos.

Por isso o blogui encerra este período de hiato na esperança de alcançar o aporte financeiro necessário para dar continuação aos trabalhos por mais um ano.

Então para manter o blogui ativo... Siga o site vakinha e contribua neste processo.

Quando atingirmos a meta... Vamos dobrar a meta... E ai quem sabe? Venha um site... Uma radio on-line... Canal no youtube... E tudo mais... Valeu!!!

domingo, 10 de agosto de 2014

ENTRE A LOUCURA E A LUCIDEZ DE TATÁ AEROPLANO

Tatá Aeroplano vive na loucura e lucidez, entre tantos personagens, que saem todos na forma de performances, canções e danças aeroplânicas.


Nasceu em Bragança, fundou a banda 'Jumbo Elektro' e depois o 'Cérebro Eletrônico', mas destaca-se também pelo trabalho solo, iniciado em 2012, com o álbum homônimo. Este é Tatá Aeroplano, o cantor, compositor, dançarino, ator, cronista, boêmio e entidade cósmica.

'Canga Louca' é apenas mais um dos tantos personagens incorporados por Aeroplano, num frenesi esquizofrênico de “happenings” e mini seriados momentâneos de loucura exótica e sensorial. A exclamação costumaz, “Misterrrrrrr”, é carregada de simbologias da mesma forma que exagera no som dobrado da letra “R”. Mas isto é somente a figura ímpar de Tatá Aeroplano.

Suas canções representam todas essas facetas e personagens bem humorados e sensuais, que ao mesmo tempo são espalhafatosos e loucos ou singelos e tímidos. Já no segundo álbum solo – Tatá lançou mais um álbum com a banda 'Cérebro Eletrônico' em 2013, o 'Vamos pro Quarto' – ele apresenta uma obra conceitual cheia de boas referências e experimentações.

'Na Loucura e na Lucidez' representa uma crônica cronológica sobre o fim dos relacionamentos amorosos. O disco começa com o desespero de 'Na loucura', representando o sentimento de perda de todo final da paixão. “Peguei um álbum antigo e botei pra chorar”, diz Tatá em parte da letra, fazendo uma bela analogia entre a música e os breves amores.

Na sequência em 'Amiga do casal de amigos', aparecem os amigos de verdade, que no intuito de minimizar o sofrimento da pessoa dispensada, oferecem consolo na companhia de outras possíveis parcerias amorosas – como fossem cafetões-sem-fins-lucrativos.

'A hora que eu te espero' é uma parceria entre Tatá Aeroplano com Alan Brasileiro, que enviou parte da letra através de comentários no site do cantor. Uma música que representa a calmaria após a tempestade de desespero e fúria. Essa canção antecede o sentimento de auto-descoberta do ex-cônjuge.

Mas antes dessa auto-descoberta, o indivíduo é retratado através da luxúria em 'Mulher abismo' e 'Entregue a Dionísio', que remetem às orgias de sangue, sêmem e vinho. Já em 'Onde somos um', Tatá apresenta um casal de parceiros – com a poesia do poeta ArrudA e o vocal de Bárbara Eugênia.

'Perdidos na estrada' trás o nascer de um novo amor. O amor a si próprio – enfim o auto-descobrimento. Uma reflexão na forma de atestado de encerramento de um ciclo, com 'Na lucidez'.

2014 Na Loucura e na Lucidez

1. Na loucura
2. Amiga do casal de amigos
3. A hora que eu te espero
4. Mulher abismo
5. Entregue a Dionísio
6. Onde somos um
7. Perdidos na estrada
8. Na lucidez

Nenhum comentário: