domingo, 28 de fevereiro de 2010

MEU TEMPO É HOJE


Tem um samba moderno, que não parece samba, que tem um pé na África, mas também traz um cheiro de novidade. Esse samba é do Kiko Dinucci, que já tinha aportado por aqui com o ‘Bando AfroMacarrônico’ e com o ‘Duo Moviola’, em companhia de Douglas Germano.

Com o disco ‘Na Boca dos Outros’, Kiko Dinucci se acompanha de diversos interpretes, como Juçara Marçal, Fabiana Cozza, Alessandra Leão e Maurício Pereira, entre outros. A sonoridade do disco fica entre o jongo e a jangada, Arujá e Janaína, chantagem ou cachaça.

Dizem que a música do Kiko faz um resgate dos jongos, congadas e leva o samba de raiz para o formato dos multimeios. Enfim... É o samba multimídia.

Como é que surgiu a necessidade desse disco? Houve a necessidade de ouvir (e apresentar) suas canções na voz de outros artistas?

Mais que a necessidade de ouvir as músicas na boca de outros interpretes, eu tinha a necessidade de trabalhar músicas antigas que dificilmente seriam gravadas se não fosse dessa maneira. A maioria das músicas são antigas, de 10 anos atrás. Há três anos estou compondo menos e re-arranjando as coisas que eu já tinha, o que também é criação, as vezes as pessoas esquecem que arranjo também pode fazer parte da composição, não queria ouvir as melodias e letras andando sozinhas, queria ouvi-las revestidas de arranjos peculiares, para que elas ficassem mais ricas. E depois dos arranjos feitos, poder ouvir essas canções na boca de artistas que eu admiro muito foi um prazer enorme.

E como surgiram os nomes das pessoas que participaram do disco? Tinha alguém que você não conhecia?

Eu conhecia todos os interpretes, o que eu conhecia menos era o Mauricio Pereira, mas nos aproximamos mais com a feitura do disco, já ouvia o Mauricio desde ‘Os Mulheres Negras’ e já o admiro de longa data. Mas acho que no geral, são pessoas do meu convívio.

Suas musicas têm forte influência do Adoniran Basbosa na forma da crônica do cotidiano... Você pode apontar outras referencias do samba paulista?

Fico feliz das pessoas enxergarem essa influência do Adoniran, porque eu tenho mesmo, mas sempre admirei o Paulo Vanzolini e acho que tenho até mais influência dele que do Adoniran, gosto muito dos mestres Geraldo Filme, Germano Mathias, Eduardo Gudin, bem como compositores da nova geração como Douglas Germano, Rodrigo Campos, da pernambucana Alessandra Leão. Mas acho que o que me influência pra valer nessa linha cronista é a música caipira: Raul Torres e Florêncio, João Pacifico e por aí vai. E tem também a geração dos anos 80, ‘Premê’, Itamar Assumpção, Arrigo Barnabé, ‘Os Mulheres Negras’, que cantaram de São Paulo de um jeito espontâneo, natural e que além da crônica, também narraram a cidade através dos sons, ou seja, a parte instrumental de suas canções também traduziam sampa.

É sua intenção criar uma nova cara pro samba paulista? Modernizando, entortando e até trazendo de volta elementos da música africana...

Não fico exatamente preocupado em dar nova cara pro samba de São Paulo, apenas faço o meu som somando todas as influências que eu acumulo, jazz, África, Caribe, erudito, acho que por isso esse samba aparece de um jeito diferente e já nem penso mais se é samba ou não, é apenas música brasileira feita por um cara que ouviu de tudo na rádio, que assistiu muita TV e agora se manifesta dessa maneira. Se é samba ou não, pouco me importa.

O que você acha dessa denominação de musica de resgate?

Quem tem que resgatar as pessoas é a polícia, minha música não tem nada com isso. O termo ‘Samba de Raiz’ também me irrita, tenho uma música com o Douglas Germano que fala "Meu samba é de raiz de mandioca, Beterraba, cará, inhame, aipim, nabo, cenoura e batata. É a voz do Polvo, da ostra, Lula e mexilhão. É a resistência! Do chuveiro, meu irmão". Essa vertente "mesa branca" dos jovens que cultuam o passado em demasia não me interessa, meu tempo é hoje. Adoro o Rodrigo Campos cantando frases como "pelo tesão que a gente sente", "faz final na saída do metrô Carrão", ele está vivendo o hoje. Cartola, Geraldo Pereira, Bide e Marçal, Ismael Silva, Noel Rosa, esses caras foram muito contemporâneos e ainda são atuais, não estavam preocupados em exaltar o passado, não ficaram falando de lampião de gás, carroça ou da família real portuguesa, falaram do século 20, eu quero falar do século 21.

2009 Na Boca dos Outros

1. Ciranda para Janaína (com Fabiana Cozza)
2. Anjo protetor (com Marcelo Pretto)
3. Depressão periférica (com Maurício Pereira)
4. Perua (com Paula Sanches)
5. Partida em Arujá (com Juçara Marçal)
6. Bala de prata
7. Forró do homem bomba (com Marcelo Pretto)
8. Pobre star (com Mamelo Sound System)
9. Funeral (com Bruno Morais)
10. Bom Jesus da Cabeça (com Alessandra Leão)
11. Choro roots (com Karina Ramos)
12. Vila Esperança (com Fernando Szegeri)
13. Agenda (com Nenê, Mané e Ilka Cintra, Juçara Marçal e Mônica Thiele)
14. Balão de noivado (com Suzana Salles)

Abaixar

sábado, 20 de fevereiro de 2010

SAUDADES DO PAULINHO... TÁ SABENDO?

“A face do meu canto é a neura existencial, o conteúdo do cotidiano, o dia-a-dia da vida – A eletrônica está substituindo o coração – A inspiração passou a depender do transistor. O poeta de aço, de poesia programada. É demais para o meu sentimento...”

Arnaud Rodrigues foi o herói comediante que não teve tempo de fugir da fatalidade que foi sua morte, num naufrágio na noite de terça-feira de carnaval, do dia 16 de fevereiro de 2010. Nascido em Serra Talhada (PE) no ano de 1942, foi cantor, comediante, compositor e autor.

Foi roteirista do programa do Chico Anysio, ‘Chico City’, e foi lá que junto com Anysio criou uma homenagem aos baianos recém exilados, Caetano e Gil, e aos Novos Baianos, com ‘Baiano e os Novos Caetanos’. Nessa dupla, Chico Anysio, era o Baiano, e Arnaud fazia o Paulinho.

“A morte, a falta de sorte. Eu tô vivo... Tá sabendo? Vivo sem norte, vivo sem sorte... Eu vivo! Eu vivo, Paulinho... Aí a gente encontra um cabra na rua e pergunta: Tudo bem? Ele diz pra gente: Tudo bem! Não é um barato, Paulinho? É um barato...”

Gravou o primeiro disco sob influência do som da Pilantragem, representado na época por Wilson Simonal, o álbum ‘Sound & Pyla’. Depois veio ‘Murituri’, que já trazia uma certa psicodelia nordestina. Esse disco tinha participação de grandes feras da música brasileira. Nos sopros gente como Márcio Montarroyos, Léo Gandelman e Paulinho do Trumpete. Nos teclados tinha Zé Roberto Pastrane, do ‘Azymuth’. Nos vocais femininos, o disco contava com Jane Duboc, Rosana e o Trio Ternura.

Também fez a primeira trilha sonora exclusiva para uma novela na televisão, ‘Tilim’. “Eu sabia na época que quando os americanos iam lançar um filme, lançavam seis meses antes um LP com a trilha. De modo que quando o filme saía, as músicas já faziam sucesso. Então quando as pessoas iam ver o filme, não era nem por conta do filme e sim pelas músicas. Foi assim que pensei: ‘Por que não fazer um negócio desses aqui também?’”.

Arnaud ainda colaborou com a trilha sonora de dois filmes dos Trapalhões, em 1984 n‘Os Trapalhões e o Mágico de Oróz’ e n’A Filha dos Trapalhões’. Em ambos os filmes, Arnaud compôs a trilha, adaptou o argumento e participou como ator, criando pelo menos um personagem querido pelo público, o ‘Soró’ do filme baseado n’O Mágico de Oz’. Enquanto o filme ‘A Filha dos Trapalhões’ foi baseado n’O Garoto’ de Charlie Chaplin.

Também fez novelas e programas humorísticos na televisão. Sempre encarnou o nordestino quieto e tranqüilo e como quem não queria nada... Fazia rir com muita simplicidade. Ultimamente morava em Palmas, capital do Tocantins. Nem Deus sabe porque? Mas ele mesmo explica como quem não quer nada...

“Uma vez eu vim fazer uns shows aqui e quando desci do aeroporto e entrei num táxi, a primeira coisa que eu vi foi um pé de pequi com duas rolinhas num galho. Me lembrei imediatamente do Pajeú e pensei: ‘É aqui que eu vou ficar!’. Aí fui ficando e terminei ficando por aqui mesmo.”

1970 Sound & Pyla

1. Turma do pô, yeah
2. Tema de Cristina
3. Sound & pyla
4. Um tanto emocionado
5. À espera de um beijo teu
6. Projeto Appolo (minha canção é um jornal)
7. Reginella
8. Mônica
9. O que ficou
10. Big mama
11. Esse mundo é nosso
12. Tributo ao sonoplasta

Abaixar

1970 Tilim (Trilha Sonora)

1. Tilim
2. Lot
3. Rúas
4. Imaxinación
5. Lady fingers
6. Seven seas symphony
7. Mamá Adriana
8. Tema de Victor
9. Brincando de brincar
10. Cris e Raul
11. Tema de Anita
12. Eu, tilim

Abaixar

1974 Murituri

1. Nêga
2. Esse é eu
3. Na praia de Boa Viagem
4. Chegou da Bahia
5. Conscachá, fimará (magnífico)
6. Murituri
7. Antonio Nepomuceno
8. Sociedade de consumo
9. Tá

Abaixar

1974 Compacto

1. Folia de reis
2. Urubu tá com raiva do boi
3. Ciranda
4. Véio Zuza

Abaixar

1974 Baiano e os Novos Caetanos

1. Vô batê pa tu
2. Nêga
3. Cidadão da mata
4. Urubu tá com raiva do boi
5. Aldeia
6. Ciranda
7. Folia de reis
8. Véio Zuza
9. Selva de feras
10. Tributo ao regional
11. Dendalei
12. Entardecer na fazenda (bônus track)
13. Hino do Vitória (bônus track)

Abaixar

1975 Azambuja & Cia (com Chico Anysio)

1. Nega brechó
2. Ao bililico
3. Tema de Azambuja
4. Monólogo nº 1
5. Maristela
6. O poste da rua Jorge de Lima
7. Verde
8. A turma
9. Monólogo nº 2

Abaixar

1975 Baiano e os Novos Caetanos 2

1. Perereca
2. Ameriqueiro
3 Forró
4. Sete luas
5. Entardecer na fazenda
6. Yo no quiero saber
7. Três macaquinhos
8. Ciranda
9. Apocalipse
10. Violamania
11. Samba-choro

Abaixar

1976 Som do Paulinho

1. Som do Paulinho
2. Rock de Minas Gerais
3. O dia que o diabo roubou o bar do português
4. Em cima daquele morro
5. Sete de setenta e oito
6. Índio do Uruguai
7. Teté das lendas rurais
8. Mercado São José
9. Negro pescador
10. Gaivota humana

Abaixar

1979 Redescobrimento

1. Redescobrimento
2. História infantil
3. A volta de Lampião
4. Melô do U
5. Clima batuqueiro
6. Oasis
7. Banda dos desejos
8. Cigano real
9. Grilo
10. Embolada
11. Só penso em você

Abaixar

1982 A Volta (com Baiano e os Novos Caetanos)

1. Buchada
2. Painho
3. Pindorama
4. Mexendo com as menina
5. Beija-fulo
6. Fauna
7. Só pá dá um toque
8. Caminhoneiro
9. Casamento do sapo
10. Arriscando um jejum
11. Forrofofó
12. Vida caipira

Abaixar

1984 Os Trapalhões e o Mágico de Oróz

1. Os animais (Os Trapalhões)
2. Os carcarás (Tony Tornado)
3. Cachorro magro (Os Trapalhões)
4. Conseguimos (Os Trapalhões)
5. Estradão (Didi, Arnaud & José Dumont)
6. Retirada (Didi, Arnaud Rodrigues & José Dumont)
7. A multiplicação dos frutos (Jessé)
8. Centro da cidade (João Fernando)
9. Frevo na chuva
10. Cântico mágico

Abaixar

1985 Sudamérica (com Baiano e os Novos Caetanos)

1. Na boca do povo
2. Forró do Zé Mane
3. Cego é quem não quer ver
4. Pica-pau
5. Festa do algodão
6. Sudamérica
7. Dance people
8. O brasileiro
9. Catira caipira
10. Tanto fez e tanto faz

Abaixar

1989 Arnaud Rodrigues

1. Sete fôlegos
2. Imagine John Lennon
3. Vingança do menino da porteira
4. Escravos de hoje
5. Índio do Uruguai
6. Acorda Brasil
7. Noites de Vila Bela
8. Passarinho amigo
9. Tudo é carnaval
10. O Bahia ganhou

Abaixar

*Parte das aspas do Arnaud, contidas nesta resenha, foram tiradas de uma entrevista feita por Jarmeson de Lima para a revista Coquetel Molotov (nº5).

domingo, 14 de fevereiro de 2010

O CANTAR CAIPIRA DO PENA BRANCA E DO XAVANTINHO

Morreu Pena Branca, após dez anos longe do irmão com o qual formou a dupla Pena Branca e Xavantinho (que morreu em 1999).

José Ramiro Sobrinho (Pena Branca) e Ranulfo Ramiro da Silva (Xavantinho) foram criados em Uberlândia e foram criados na roça, trabalhando ao lado dos irmãos. Em 1968 foram para São Paulo tentar a vida como cantadores caipiras e logo começaram a abrir shows para outra dupla, Tonico e Tinoco.

Até 1999 os dois cantaram o cantar caipira com tamanha simplicidade que se você encontrasse com eles, bastaria pedir a benção e apreciar o som maravilhoso desses cantadores. Após a morte do irmão, Pena Branca ainda gravou três discos em carreira solo, ‘Semente Caipira’, 'Pena Branca Canta Xavantinho' e 'Cantar Caipira'.


1980 Velha Morada

1. Velha morada
2. Frango assado
3. A mãe do ricaço
4. Saudades
5. Cálix Bento
6. Valente caminhoneiro
7. Brasil rural
8. Pra que chorar
9. Que terreiro é esse
10. O cio da terra
11. Terno da estrela guia
12. Visite o sertão

Abaixar

1982 Uma Dupla Brasileira

1. Memória de carreiro
2. Sem meu Deus
3. Procissão de gado
4. O balão subiu
5. Bate na viola
6. Cai sereno
7. Roda mundo
8. Canção à morena da praia
9. Marvada pinga
10. Saracurinha três potes
11. E a mata gemeu
12. Tirando aço do chão

Abaixar

1987 Cio Da Terra

1. Encontro de bandeiras
2. Cuitelinho
3. Perguntas
4. O aboiador
5. Gente que vem de Lisboa/ Peixinhos do mar
6. Cantiga Caicó
7. Maria Louca
8. O cio da terra (& Milton Nascimento)
9. Canoa do rio
10. Moda de viola
11. O grande sertão
12. Vaca Estrela e boi Fubá

Abaixar

1988 Canto Violeiro

1. Penas do Tiê
2. Fábulas de Carreiro
3. Não mande a geada não
4. Cálix Bento
5. Os frutos dourados do sol
6. Zé Granfino
7. Restinga
8. Vento violeiro
9. Mulheres da terra
10. Trote magoado
11. Samba de roda
12. Eu, a viola e Deus

Abaixar

1990 Cantadô de Mundo Afora

1. Amor de violeiro
2. Noites do sertão
3. Cantiga do arco-íris
4. Casa de barro
5. Lua santa
6. 60 léguas num dia
7. Quebra de milho
8. Chuá chuá
9. Vida afora
10. Menina
11. Lamento da natureza
12. Mazzaropi
13. Felicidade

Abaixar

1992 Ao Vivo em Tatuí (& Renato Teixeira)

1. Amanheceu, peguei a viola
2. Chalana
3. Rio de lágrimas
4. Raízes
5. Romaria
6. O cio da terra
7. Gente que vem de Lisboa/ Peixinhos do mar
8. Vide, vida marvada
9. O violeiro toca
10. Meu veneno
11. Amora
12. Tocando em frente
13. Canto do povo de um lugar
14. Jardim da fantasia
15. Vaca Estrela e boi Fubá
16. Cuitelinho
17. Quebra do milho
18. Chuá chuá
19. Rapaz caipira
20. De papo pro á
21. Cálix Bento

Abaixar

1993 Violas e Canções

1. Arruda com alecrim
2. Viola quebrada
3. Alma de gato
4. Uirapurú
5. Rancho triste
6. Viola marvada (Chora viola)
7 Triste berrante
8. Santos reis
9 Menina bonita
10. O ciúme
11. A estrada do sertão
12. Queimadas
13. Ituverava
14. Sertão e viola
15. Lavoura dos sonhos
16. Beira-mar

Abaixar

1995 Riberão Encheu

1. Ribeirão encheu
2. Cantiga das rosas
3. Estrelada
4. Oração de camponês
5. No dia em que eu vim me embora
6. Sodade meu bem sodade
7. Fiquem com Deus
8. Velho catireiro
9. Congo/ Joga na bandeira
10. A mulher do mar
11. Trem das Gerais
12. Chaleira do alto da poeira
13. Luar do sertão

Abaixar

1995 Som da Terra

1. Encontro de bandeiras
2. Cuitelinho
3. O cio da terra
4. O grande sertão
5. Vaca Estrela e boi Fubá
6. Penas do Tiê
7. Fábulas de Carreiro
8. Cálix Bento
9. Vento violeiro
10. Samba de roda
11. Eu, a viola e Deus
12. Amor de violeiro
13. Cantiga de arco-íris
14. Casa de barro

Abaixar

1996 Pingo d’Água

1. A vida do viajante
2. Flor do cafezal
3. A saudade mata a gente
4. Farra de peão
5. Chalana
6. Poeira
7. Pingo d’água
8. De papo pro ar
9. Romaria
10. Tristeza do Jeca
11. Baião da Serra Grande
12. O trem tá feio
13. O cio da terra

Abaixar

1998 Coração Matuto

1. Planeta água
2. Estrada
3. Lambada de serpente
4. Engenho de flores
5. Cravos da primavera
6. Quando o amor se vai
7. Carreiro velho
8. Leilão
9. Divina estrela
10. Morro velho
11. Amor de violeiro
12. Serenata
13. Vida no campo

Abaixar

2000 Semente Caipira (Pena Branca)

1. Espera eu chegar
2. Casa amarela
3. Marcolino
4. Minha floresta
5. Rio abaixo vou viver
6. Correnteza
7. Quando o amor se vai
8. As mocinhas da cidade
9. Papo furado
10. A banana deu no pé
11. Canção dos herdeiros
12. Maringá
13. Aliança
14. São Gonçalo do Rio Preto
15. Serenô

Abaixar

2002 Pena Branca Canta Xavantinho

1. O grande sertão
2. Suite do trem
3. Primeira cantiga
4. Restinga sertão e viola
5. A mata gemeu
6. Casa de barro
7. Encontro de bandeiras
8. Oração de camponês
9. Velho catireiro
10. O aboiador
11. Meu céu
12. Mulheres da terra
13. Cantiga do arco-íris
14. Estrada
15. Farra de peão

Abaixar

2008 Cantar Caipira (Pena Branca)

1. Minha viola quebrou
2. Filho do sertão
3. Janela da fazenda
4. Quatro colinas
5. Casinha de palha
6. Jardim da fantasia
7. Onze horas
8. Cuitelinho
9. Nuvem de cambria
10. Senzala
11. Veleiro da saudade
12. Dança do bugio
13. Boiadeiro do interior
14. Cortejo
15. Festa dos três santos

Abaixar

domingo, 7 de fevereiro de 2010

THE BLOG SIDE OF THE MOON

O disco mais famoso do Pink Floyd, ‘The Dark Side of the Moon’, já foi regravado muitas vezes, seja como tributo, releitura e versão ao vivo.

Um das versões mais famosas acabou sendo o dub da Easy Star All-Stars(que já releu o ‘OK Computer’ do Radiohead e recentemente o ‘Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band’ dos Beatles), mas tem até um versão em ritmos paraenses, feita pelo Luiz Félix, da banda La Pupuña.

Outro caso inusitado em relação ao clássico ‘The Dark Side of the Moon’, é a suposta sincronia entre o filme ‘The Wizard of Oz’ (‘O Mágico de Oz’ em português), que ficou conhecida como ‘The Dark Side of the Rainbow’. A banda sempre negou o fato, mas essas declarações só serviram para aumentar ainda mais o mito.

O disco é tão importante, que Roger Waters tocou-o na íntegra durante a turnê que passou pelo Brasil. David Gilmour também tocou algumas canções em sua última turnê, inclusive na última turnê do Pink Floyd, o álbum também foi tocado na íntegra.

Hoje em dia há uma discussão se formondo sobre uma nova sincronia entre outro disco do Pink Floyd e outro filme, conhecida como ‘Another Brick in the Wall-e’, que tem o disco ‘The Wall’ em sincronia com o filme ‘Wall-e’ da Pixar.

Enfim, essas são algumas das homenagens, tributos ou releituras dessa obra do Pink Floyd – o disco ‘The Dark Side of the Moon’.

1995 The Moon Revisited (Tribute to Pink Floyd)

1. Speak to me/ Breathe (Cairo)
2. On the run (Rob Lavaque)
3. Time (Shadow Gallery)
4. The great gig in the sky (Dark Side of the Moon)
5. Money (Magellan)
6. Us and them (Enchant)
7. Any colour you like (World Trade)
8. Brain damage (Robert Berry)
9. Eclipse (All of the Above)

Abaixar

1998 The Dark Side of the Moon Live (Phish)

1. Harpua (intro)
2. Speak to me
3. Breathe
4. On the run
5. Time
6. The great gig in the sky
7. Money
8. Us and them
9. Any colour you like
10. Brain damage
11. Eclipse
12. Harpua

Abaixar

2000 The Not-So-Bright Side of the Moon (The Squirels)

1. Speak to me
2. Breathe
3. On the run
4. Time
5. The great gig in the sky
6. Money
7. Us and them
8. Any colour you like
9. Brain damage
10. Eclipse

Abaixar

2003 The Dark Side of the Moon (The String Quartet)

1. Speak to me/ Breathe
2. On the run
3. Time
4. The great gig in the sky
5. Money
6. Us and them
7. Any colour you like
8. Brain damage/ Eclipse

Abaixar

2003 The Dub Side of the Moon (Easy Star All-Stars)

1. Speak to me/ Breathe
2. On the run
3. Time
4. The great gig in the sky
5. Money
6. Us and them
7. Any colour you like
8. Brain damage
9. Eclipse
10. Time version
11. Great dub in the sky
12. Step it pon the rastaman scene
13. Any dub you like

Abaixar

2005 The Dark Side of the Moon Live (Dream Theatre)

1. Speak to me/ Breathe
2. On the run
3. Time
4. The great gig in the sky
5. Money
6. Us and them
7. Any colour you like
8. Brain damage
9. Eclipse

Abaixar

2005 Voices on the Dark Side of the Moon (Vocomotion)

1. Speak to me/ Breathe
2. On the run
3. Time
4. The great gig in the sky
5. Money
6. Us and them
7. Any colour you like
8. Brain damage
9. Eclipse

Abaixar

2006 Return to the Dark Side of the Moon (Tribute to Pink Floyd)

1. Speak to me/ Breathe (Adrian Belew)
2. On the run (Alan White)
3. Time (Billy Sherwood)
4. The great gig in the sky (CC White)
5. Money (Edgar Winter)
6. Us and them (Dweezil Zappa)
7. Any colour you like (Billy Sherwood)
8. Brain damage (Colin Moulding)
9. Eclipse (Billy Sherwood)
10. Where We Belong (Billy Sherwood)

Abaixar

2006 The Dark Side of the Moon (Mary Fahl)

1. Speak to me
2. Breathe
3. On the run
4. Time
5. The great gig in the sky
6. Money
7. Us and them
8. Any colour you like
9. Brain damage
10. Eclipse

Abaixar

2007 The West Side of the Moon (Dert Floyd)

Mixtape feita com samples do Pink Floyd
All 34 tracks are ‘Undefined’

Abaixar

2008 The Charque Side of the Moon (Luiz Félix)

1. Speak to me/ Breathe
2. On the run
3. Time
4. The great gig in the sky
5. Money
6. Us and them
7. Any colour you like
8. Brain damage
9. Eclipse

Abaixar

2008 The Jazz Side of the Moon (Sam Yahel, Mike Moreno, Ari Hoenig & Seamu Blake)

1. Speak to me/ Breathe
2. On the run (part 1)
3. Time
4. The great gig in the sky
5. Money
6. Us and them
7. Any colour you like
8. Brain damage
9. On the run (part 2)

Abaixar

2009 The Dark Side of the Moon (The Flaming Lips)

1. Speak to me/ Breathe (& Henry Rollins + Peaches)
2. On the run (& Henry Rollins)
3. Time
4. The great gig in the sky (& Peaches + Henry Rollins)
5. Money (& Henry Rollins)
6. Us and them (& Henry Rollins)
7. Any colour you like
8. Brain damage (& Henry Rollins)
9. Eclipse (& Henry Rollins)

Abaixar