SALVE EUOVO!!!

Sempre houve a intenção de transformar o blogui em site, rádio on-line e tudo mais. Mas para esta tarefa é necessário suporte financeiro.

Para isso o blogui abre esta campanha de financiamento colaborativo que vai garantir a manutenção e quiçá sua transformação em site etc.

Sua contribuição vai ajudar a manter postagens semanais sobre os mais variados artistas com álbuns em download gratuito, dicas sobre discos a baixar, podcasts, novos lançamentos em streaming, retrospectivas e listas de melhores discos de cada ano – incluíndo listas de melhores álbuns dos anos passados como por exemplo 1964, 1999, 1986, 1971 entre outros anos.

Por isso o blogui encerra este período de hiato na esperança de alcançar o aporte financeiro necessário para dar continuação aos trabalhos por mais um ano.

Então para manter o blogui ativo... Siga o site vakinha e contribua neste processo.

Quando atingirmos a meta... Vamos dobrar a meta... E ai quem sabe? Venha um site... Uma radio on-line... Canal no youtube... E tudo mais... Valeu!!!

domingo, 14 de junho de 2015

A MAIOR AMBIÇÃO DA CANÇÃO É SER SILÊNCIO

Pianista pernambucano apresenta obra sublime e de rara beleza, com a união improvável de dois grandes produtores da música brasileira.


O novo álbum do cantor, pianista e compositor Zé Manoel, 'Canção e Silêncio', é uma ilha. Um disco repleto de delicadeza sublime, que reflete a pessoa que é e o lugar de onde veio o cantor. Um disco que evoca o mar, o rio, as águas e toda sua beleza.

O cantor pernambucano conseguiu reunir na produção de um mesmo álbum, dois grandes produtores brasileiros, o Carlos Eduardo Miranda, que assumiu a produção musical e Kassin, que ficou em cargo da produção adicional de bases.

Com ambientação singela, Zé Manoel imprime a sutileza com apenas voz e piano em 'Água doce', 'Na noite em que eu nasci' e em 'Quem não tem canoa cai n`água', que tem a participação de Dona Amélia do 'Samba do Veio' da ilha de Massangano no Rio São Francisco. Em 'Nas águas do Mangangá', Zé Manoel recebe a percussão de Johann Brehmer em mais uma canção marítima.

Com arranjos de Mateus Alves, Fabio Negroni e Letieres Leite, que também regeu as cordas, madeiras e metais de canções como 'Canção e silêncio', 'Sereno mar', 'Cheio de vazio', 'Habanera hobie cat acalanto', 'Estrela nova' e 'Volta pra casa', que conta com a cantora Isadora Melo.

Em 'A maior ambição', o cantor experimenta com o formato trio de jazz com Tuty Moreno na bateria e o prórpio Kassin no baixo. Esse mesmo trio arrebenta o samba-jazz com 'Cada vez que digo adeus', com o shaker de Johann Brehmer. Já em 'O mar' Manoel experimenta a formação de baixo e guitarra, de Juliano Holanda (da 'Orquestra Contemporânea de Olinda'), e as percussões de Pupillo (da 'Nação Zumbi') e de Brehmer.

O disco 'Canção e Silêncio' é um deleite de ouvir e de curtir sentindo a brisa do mar e olhando a maresia passar tranquilamente pela janela, dar a vota no corredor e se perder no quintal de tranquilas redes de dormir sossegado. Uma galáxia!

2015 Canção e Silêncio

1. Água doce
2. A maior ambição
3. Canção e silêncio
4. O mar
5. Cada vez que digo adeus
6. Sereno mar
7. Cheio de vazio
8. Na noite em que eu nasci
9. Habanera hobie cat acalanto
10. Quem não tem canoa cai n`água
11. Nas águas do Mangangá
12. Volta pra casa
13. Estrela nova

Nenhum comentário: