SALVE EUOVO!!!

Sempre houve a intenção de transformar o blogui em site, rádio on-line e tudo mais. Mas para esta tarefa é necessário suporte financeiro.

Para isso o blogui abre esta campanha de financiamento colaborativo que vai garantir a manutenção e quiçá sua transformação em site etc.

Sua contribuição vai ajudar a manter postagens semanais sobre os mais variados artistas com álbuns em download gratuito, dicas sobre discos a baixar, podcasts, novos lançamentos em streaming, retrospectivas e listas de melhores discos de cada ano – incluíndo listas de melhores álbuns dos anos passados como por exemplo 1964, 1999, 1986, 1971 entre outros anos.

Por isso o blogui encerra este período de hiato na esperança de alcançar o aporte financeiro necessário para dar continuação aos trabalhos por mais um ano.

Então para manter o blogui ativo... Siga o site vakinha e contribua neste processo.

Quando atingirmos a meta... Vamos dobrar a meta... E ai quem sabe? Venha um site... Uma radio on-line... Canal no youtube... E tudo mais... Valeu!!!

domingo, 12 de outubro de 2014

PODE VIR QUENTE QUE O QUE É TEU TÁ GUARDADO

Como uma Unidade, Saulo Duarte e banda apresentam o veneno do Quente, segundo álbum do grupo.  

Saulo Duarte despontou em 2013, com o ótimo disco auto intitulado e grandes canções como 'Amor de piração', 'Mistério no olhar', entre outras. Tocando com o mesmo grupo há seis anos – 'Saulo Duarta e a Unidade' como são conhecidos – eles fazem uma sequência perfeita para o disco do ano passado.

O álbum 'Quente' faz a mesma receita dançante e cosmopolita de sons latinos como a cumbia, o carimbó, calipso, reggae, lambada e guitarrada, e simplesmente uma música boa para ouvir e requebrar os quadris. Mas que fique bem claro que lambada é o mesmo que guitarrada.

Com um disco de canções populares, Saulo passeia em um repertório de canções inéditas que se valem de diversos ritmos latinos. Tem a guitarrada de 'Zonzon' e 'Lambada do anel', mas também trás a cumbia de 'Flores do ar' e 'Dos olhos em diante', que mistura influências westerns-norte-americanas.

Com Duarte nos violões, guitarras e vocais, João Leão nos teclados, Klaus Senna no baixo, Beto Gibbs na bateria e Túlio Bias e Igor Caracas nas percussões, a banda bem afinada e azeitada esbanja naturalidade e ainda conseguiu participações de gente como Manoel Cordeiro, Betão Aguiar, Mestre Dalua, Jorge Ceruto e muitos outros.

Em 'Yo vengo' o grupo apresenta uma balada carregada na sensualidade dos vocais de Vera Souza, enquanto 'Massafera' abusa do suíngue na participação cósmica de Daniel Groove. O reggae de 'Me dei conta' tem a participação de Curumin, que também toca clavinete e mpc.

Há carimbó nas faixas 'Tô que tô... saudade' com os vocais de Luê, e 'No coração da mata' com a voz de Felipe Cordeiro. Esta última canção encerra o álbum com ares tropicalistas e referências mil de Caetano aos arranjos de Julio Medaglia.

O disco apresenta um Brasil Amazônico ao dar uma roupagem popular à todos os cânticos tradicionais dos povos de todos os lugares. Para todos aqueles que ouvêm desde Gaby ao Mestre Lua.

2014 Quente

1. Flores pelo ar
2. Na companhia dos seus
3. Dos olhos em diante
4. Tô que tô... saudade
5. Zonzon
6. Ya vengo
7. Me dei conta
8. Lambada do anel
9. Massafera
10. Interlúdio Zonzon
11. No coração da mata

Nenhum comentário: