SALVE EUOVO!!!

Sempre houve a intenção de transformar o blogui em site, rádio on-line e tudo mais. Mas para esta tarefa é necessário suporte financeiro.

Para isso o blogui abre esta campanha de financiamento colaborativo que vai garantir a manutenção e quiçá sua transformação em site etc.

Sua contribuição vai ajudar a manter postagens semanais sobre os mais variados artistas com álbuns em download gratuito, dicas sobre discos a baixar, podcasts, novos lançamentos em streaming, retrospectivas e listas de melhores discos de cada ano – incluíndo listas de melhores álbuns dos anos passados como por exemplo 1964, 1999, 1986, 1971 entre outros anos.

Por isso o blogui encerra este período de hiato na esperança de alcançar o aporte financeiro necessário para dar continuação aos trabalhos por mais um ano.

Então para manter o blogui ativo... Siga o site vakinha e contribua neste processo.

Quando atingirmos a meta... Vamos dobrar a meta... E ai quem sabe? Venha um site... Uma radio on-line... Canal no youtube... E tudo mais... Valeu!!!

domingo, 3 de novembro de 2013

OUSA TUDO O QUE QUER SER VERLINDO

Projeto Verlindo apresenta um som cheio de bossa, samba, choro, batidas eletrônicas, belas melodias e climas espaciais e toda galáxia. 


Jorge Verlindo criou um universo particular cheio de belas melodias, através da arte conceitual de Nelson Cordeiro – a criança nas costas de uma tartaruga gigante, que como nos mitos antigos, carrega o universo em cima do casco – no álbum 'Ousa'.

Jorge juntou-se a Rafa Dornelles para arranjar e dar vida as canções compostas por Verlindo, com belas melodias pontuadas por efeitos, batidas e climas, que permeiam toda obra produzida por Tomás Seferin (que forma o Sacassaia junto com Gabriel Reis).

A faixa de abertura é 'Outro lamento', um sambinha bossa nova, que ressalta o dueto em vocalize de Verlindo com Renata Jambeiro. 'Ponto cego' se afasta do rótulo bossa nova ao se aproximar do lounge, mas segue a trajetória melódica do banquinho, voz e violão do cantor.

Em 'Bonita', Verlindo acrescenta um suingue, seguindo a mesma linha das canções anteiores. 'Esse teu choro' trás Xande Bursztyn (dos Móveis Coloniais de Acaju) no trombone, formando uma cama perfeita para o violão cadenciado e o baixo harmonioso de Rafa Dornelles (co-produtor do disco).

'No compasso da espera' é uma perfeita mistura das batidas eletrônicas com o violão melódico de Verlindo. “Devo adimitir” comenta a letra de 'Tudo bem', mas cabe a mim ressaltar que essa mistura bossa lounge, soa muito melhor que as intervenções 'Pafite', 'Da Lua', Bebel Gilberto, entre outras.

A faixa título, 'Ousa', carrega uma batida forte e suave ao mesmo tempo, que culmina num clímax atmosférico espacial. 'Passado' é um chorinho elegante e eletrônico de barulhinhos espaciais e vocais de Sônia Bonna (que também canta em 'Ponto cego', 'Esse teu choro' e 'Espero teu corpo').

O álbum encerra com 'Grande passeio' e 'Tudigual', duas baladas melódicas recheadas de barulinhos bons e que encerram uma ópera alegre. Uma obra que representa o universo e tudo que está contido nele, todos sentimentos, medos, alegrias, tristezas, enfim... E tudo mais...

Atualmente, Verlindo virou projeto com o próprio Jorge na voz e violão, Rafa Dornelles na guitarra, Arthur Lobo no baixo e Walter Cruz nos teclados e sintetizadores e mpc e com essa formação a banda têm se apresentado ao vivo. 

2013 Ousa

1. Outro lamento
2. Ponto cego
3. Bonita
4. Esse teu choro
5. Compasso da espera
6. Tudo bem
7. Ousa
8. Passado
9. Espero teu corpo
10. Grande passeio
11. Tudigual

Nenhum comentário: