SALVE EUOVO!!!

Sempre houve a intenção de transformar o blogui em site, rádio on-line e tudo mais. Mas para esta tarefa é necessário suporte financeiro.

Para isso o blogui abre esta campanha de financiamento colaborativo que vai garantir a manutenção e quiçá sua transformação em site etc.

Sua contribuição vai ajudar a manter postagens semanais sobre os mais variados artistas com álbuns em download gratuito, dicas sobre discos a baixar, podcasts, novos lançamentos em streaming, retrospectivas e listas de melhores discos de cada ano – incluíndo listas de melhores álbuns dos anos passados como por exemplo 1964, 1999, 1986, 1971 entre outros anos.

Por isso o blogui encerra este período de hiato na esperança de alcançar o aporte financeiro necessário para dar continuação aos trabalhos por mais um ano.

Então para manter o blogui ativo... Siga o site vakinha e contribua neste processo.

Quando atingirmos a meta... Vamos dobrar a meta... E ai quem sabe? Venha um site... Uma radio on-line... Canal no youtube... E tudo mais... Valeu!!!

domingo, 2 de maio de 2010

O SOM DO FINO EM UNÍSSONO

O ‘Fino Coletivo’ não é mais o mesmo, mas continua o mesmo. Acontece que a banda tinha o Wado na formação original, mas segue agora sem ele, que preferiu investir na carreira solo. Deixando à Alvinho Cabral, Lancellotti, Adriano Siri, junto com Daniel Medeiros, Donatinho e Marcus César, a função de continuarem o som do ‘Fino Coletivo’.

Nesse recém-lançado álbum, ‘Copacabana’, eles passaram com louvor no teste do segundo disco. Tudo começou com a regravação de ‘Swing Campo Grande’, para o concurso da ‘Oi’. A faixa foi um dos destaques e acabou dando o início ao novo disco de estúdio.

Com composições inspiradas a banda começa de cara com uma canção balançada, que carrega a assinatura genética do ‘Fino Coletivo’, em ‘Batida de trovão’. ‘A coisa mais linda do mundo’ já havia sido gravada por Wado (em seu primeiro disco), mas é composição de Alvinho Cabral, e foi regravada com mais suingue.

‘Ai de mim’ segue mostrando ao ouvinte, o que o ‘Fino Coletivo’ faz de melhor, um samba-rock moderno com vocais em uníssono. Logo depois da instrumental ‘Doce em Madri’, eles mostram o samba-canção ‘Fidelidade’.

‘Bravo mar’ mostra o lado mais popular do ‘Fino Coletivo’, com outra canção fácil de cantar em uníssono, junto com a banda. ‘Minha menina bonita’ é uma balada meio reggae, meio afoxé – poderia muito bem existir na voz de Virgínia Rodrigues.

Parceria com Wado, ‘Beijou você’, também já havia sido gravada por ele em seu primeiro disco, mas essa versão está mais dançante. Aliás, a banda também regravou ‘Se vacilar o jacaré abraça’, do terceiro disco do Wado.

‘Abalando geral’ também foi regravada (essa música saiu originalmente no primeiro disco da banda) com participação especial de De Leve. ‘Nhem nhem nhem’ talvez seja a faixa mais pop do disco, de autoria de Totonho.

O disco encerra com ‘Velho dia’, que pode ser uma bela continuação de ‘Boa hora’ – primeira faixa do primeiro disco deles – e ‘Amor meu’.

2010 Copacabana

1. Batida de trovão
2. A coisa mais linda do mundo
3. Ai de mim
4. Doce em Madri
5. Fidelidade
6. Bravo mar
7. Minha menina bonita
8. Beijou você
9. Abalando geral
10. Swing de Campo Grande
11. Nhem nhem nhem
12. Se vacilar o jacaré abraça
13. Velho dia
14. Amor meu

Abaixar

2 comentários:

dvarga disse...

Assista a esse vídeo. Excelente banda de São Luís. Vale a pena! Chaparral - Eutanásia (Vídeo Promo) - http://www.youtube.com/watch?v=TTIJIG7myNg
Faça um post sobre a banda e concorra a premios.

Alexandre Alves disse...

Hoje no Programa Ne-On vamos tocar bandas indies cariocas e vai rolar Fino Coletivo do Album Copacana.
http://www.radiogruta.com/index.php?option=com_content&view=category&layout=blog&id=65&Itemid=206