SALVE EUOVO!!!

Sempre houve a intenção de transformar o blogui em site, rádio on-line e tudo mais. Mas para esta tarefa é necessário suporte financeiro.

Para isso o blogui abre esta campanha de financiamento colaborativo que vai garantir a manutenção e quiçá sua transformação em site etc.

Sua contribuição vai ajudar a manter postagens semanais sobre os mais variados artistas com álbuns em download gratuito, dicas sobre discos a baixar, podcasts, novos lançamentos em streaming, retrospectivas e listas de melhores discos de cada ano – incluíndo listas de melhores álbuns dos anos passados como por exemplo 1964, 1999, 1986, 1971 entre outros anos.

Por isso o blogui encerra este período de hiato na esperança de alcançar o aporte financeiro necessário para dar continuação aos trabalhos por mais um ano.

Então para manter o blogui ativo... Siga o site vakinha e contribua neste processo.

Quando atingirmos a meta... Vamos dobrar a meta... E ai quem sabe? Venha um site... Uma radio on-line... Canal no youtube... E tudo mais... Valeu!!!

domingo, 8 de junho de 2014

O SOM DAS ALMAS GRANDES

Banda formada no Rio de Janeiro apresenta uma mistureba de influências e referências, que extrapolam as diversas formas de arte. 



A banda 'Mohandas' faz referência a diversos artistas em uma mistura cosmopolita, que reflete a influência de vários ritmos e estilos.

O 'Mohandas' tem voz e percussão de Bel Baroni, Dudu Lacerda e Nana Orlandi, teclados e sintetizadores de Diogo Jobim, baixo e percussão de Pedro Rondon e guitarra, voz e percussão de Micael Amarante.

Em 'Saudade do Pará' eles apresentam o carimbó legítimo daquele estado. Com participação de Rian Batista no baixo – que também produziu o álbum – junto com os barulhinhos e efeitos eletrônicos de Dany Roland.

Seguindo as reverências latinas eles apresentam a 'Cumbia', misturada com o reggae – no melhor estilo Quantic – numa canção instrumental que declama a situação social da América Latina. Com participação de Estevão Benfica Senra no charango.

Na bela 'Fidalgo', eles criam um reggae franco-latino – que emula Mano Chao – com um final climático apoteótico percussivo. Em 'Mohandas' eles aceleram para o ska numa versão dub com percussões de Flávio Santos (alfaia) e Pablo Friedman (djembê) – ele também produziu o disco, junto com Rian Batista.

A banda também apresenta canções mais eletrônicas, que experimentam o “indie-pop” e apresentam letras simples e pegajosas como 'Monkey dance', 'Take a shower' e 'George Clooney' – que ironiza a publicidade protagonizada pelo ator, na qual ele serve um café expresso a uma desconhecida.

'Djeredjere' também tem introdução eletrônica, mas se desvela como uma balada singela e introspectiva. 'Kite' apresenta um dia de verão com bom vento para praticar o esporte conhecido como “kite-surf”, ou surfe de pipa em português.

Em 'Rasul' eles se apropriam da canção 'Milagreiro' de Djavan como música incidental e criam uma peça musical de oito minutos com uma exuberante ode mística e exotérica.

Com o álbum 'ETNOPOP', lançado em 2012, o 'Mohandas' desfila uma série de sonoridades para compor uma obra cheia de referências a diversas formas de arte.

2012 ETNOPOP

1. Saudades do Pará
2. Monkey dance
3. Cumbia
4. Figaldo
5. Djeredkere
6. Kite
7. Rasul (Milagreiro)
8. George Clooney
9. Take a shower
10. Mohandas

Nenhum comentário: