SALVE EUOVO!!!

Sempre houve a intenção de transformar o blogui em site, rádio on-line e tudo mais. Mas para esta tarefa é necessário suporte financeiro.

Para isso o blogui abre esta campanha de financiamento colaborativo que vai garantir a manutenção e quiçá sua transformação em site etc.

Sua contribuição vai ajudar a manter postagens semanais sobre os mais variados artistas com álbuns em download gratuito, dicas sobre discos a baixar, podcasts, novos lançamentos em streaming, retrospectivas e listas de melhores discos de cada ano – incluíndo listas de melhores álbuns dos anos passados como por exemplo 1964, 1999, 1986, 1971 entre outros anos.

Por isso o blogui encerra este período de hiato na esperança de alcançar o aporte financeiro necessário para dar continuação aos trabalhos por mais um ano.

Então para manter o blogui ativo... Siga o site vakinha e contribua neste processo.

Quando atingirmos a meta... Vamos dobrar a meta... E ai quem sabe? Venha um site... Uma radio on-line... Canal no youtube... E tudo mais... Valeu!!!

domingo, 15 de dezembro de 2013

O PONTO DO TAMBOR E DA VOZ DE ULLY COSTA

Cantora paulista apresenta primeiro trabalho solo, após três álbuns cantando samba-rock com a banda 'Sandália de Prata'.


Ully Costa nasceu cantando. Desde pequena tem forte aptidão para música e demonstra esse talento em cada nota do álbum 'Quem sou Eu'.

A cantora já lançou três álbuns com a banda 'Sandália de Prata', mas é na estréia em carreira solo que ela se destaca. O novo álbum nasceu da vontade de regravar 'Quem sou eu' de Pedro 'Sorongo' Santos – do disco clássico 'Krishnanda' – e além de ter sido a primeira faixa a ser gravada, foi o nome do álbum da cantora.

Outras regravações permeiam o álbum, como o samba-jazz 'Capoeira de Oxalá', o jazz-indígena 'A querer', a balada soul 'Olhos dágua' e o samba 'Veja o meu lado'. Destaque para 'Festa do Rei Nagô' e 'O ponto' do compositor Jairo Cechin. 'Matrinheiro/ Iorá Édun' e 'Pindorama' encerram o repertório do disco.

Participações especiais de gente como o DJ KL Jay dos 'Racionais', Bruno Marques e Curumin nas baquetas, Pepe Cisneros, Marcelo Pretto e Leonardo Mendes, que foi produtor do álbum. 

Apesar de não ser estreante em gravações e espetáculos, Ully Costa pode ser considerada uma grata surpresa nas estréias do ano. Com voz e estilo único, ela entrega um trabalho maduro e sintonizado com o cenário atual. Com a palavra, a própria cantora...

Como foi que vc começou na música? De onde veio a faísca que te levou à musica?
Quando criança eu morava num pequeno sítio no Capão Redondo. Naquela época o bairro ainda era muito parecido com o interior de São Paulo. Havia no meu quintal um pé de abacate com um balanço onde eu passava muito tempo cantando o mais alto que podia. Na segunda série do primeiro grau tive uma professora chamada dona Vilma, em suas aulas tínhamos muito contato com boa música e ela sugeriu a minha mãe que eu deveria estudar algum instrumento e assim tudo começou...

Como fica o trabalho com a 'Sandália de Prata'?
Com o 'Sandália' vivi e vivo momentos inesquecíveis e aprendo muito com esse trabalho, sempre! Sinto que é possível continuar produzindo no 'Sandália' paralelamente à este novo trabalho.

Existe algum fio condutor no disco 'Quem sou Eu'?
Sou filha de sertanejo e fui criada com nordestinos, parte da minha adolescência estive muito envolvida com o samba e com o rock. Sou muito curiosa e da maneira como fui criada seria impossível ter pré-conceito sobre qualquer coisa. Eu não estou afirmando nada com esse disco e sim buscando. Pintei meu rosto e meu corpo na arte gráfica junto com a Prila Paiva (artista plástica) numa busca contemporânea dessa nossa ancestralidade, de quem se pinta para um ritual. A música pra mim é um ritual.

Como você vê a questão dos free-downloads?
Fundamental, mas prefiro ter o controle de como essa música vai ser baixada. Pelo menos estabelecer algum tipo de troca, onde se possa, por exemplo, saber o nome e o email de quem está baixando a minha música. Nem sempre é possível, mas me parece o certo. Quando vamos pra um estúdio gravar, buscamos fazer tudo com o melhor. Pra captar os tambores e manter a melhor sonoridade usamos os melhores microfones. Os melhores instrumentos,os músicos vem com o seu melhor. O trabalho tem uma arte toda pensada. Então, se for pra baixar, que seja com dignidade, rsrsrs...

2013 Quem sou Eu

1. A querer
2. Festa do Rei Nagô
3. Capoeira de Oxalá
4. O ponto
5. Olhos dágua
6. Veja meu lado
7. Marinheiro/ Iorá Édun
8. Pindorama
9. Quem sou eu

2 comentários:

Sambuel disse...

http://www.youtube.com/watch?v=3B7W4VKTO8Q

Sambuel disse...

Ovam a trilha número 6