domingo, 5 de maio de 2013

O NOME DELA É KAROL CONKÁ

Karol Conká representa o universo feminino dentro do hip hop, uma seara cada vez mais dominada por outras grandes mulheres, como Flora Matos, Livia Cruz, Lurdez da Luz e muitas outras.


'Batuk Freak' é o mais recente trabalho de Karol Conká. Um álbum de rap com produção caprichada de Nave e canções cada vez mais melódicas por cima das rimas rápidas e certeiras da cantora. O disco também faz referência a ritmos tradicionais do cancioneiro popular brasileiro.

Canções que misturam o batidão com programações eletrônicas e ritmos brasileiros como samba-reggae em 'Gueto ao luxo', embolada em 'Vô lá' e 'Boa noite' (sampleada por Chico Science em 'A cidade'), funk-carioca em 'Caxambu', pifes em 'Gandaia' e batuque em 'Corre, corre Erê'. Mas outras faixas também remetem a gêneros como reggae em 'Sandália' com parceria de Rincón Sapiência, dubstep em 'Mundo louco', batidas estilo anos 80 em 'Olhe-se' com MC Tuty e baladas como 'Que delícia' e 'Bate a poeira'.

Um disco essencial para entender a transformação atual do rap brasileiro, com cada vez mais referências aos ritmos e aos ricos estilos da música brasileira e internacional.

2013 Batuk Freak

1. Corre, corre Erê
2. Gueto ao luxo
3. Vô lá
4. Gandaia
5. Você não vai
6. Bate a poeira
7. Sandália (& Rincón Sapiência)
8. Mundo louco
9. Que delícia
10. Olhe-se (& Tuty)
11. Boa noite
12. Caxambu

Nenhum comentário: