SALVE EUOVO!!!

Sempre houve a intenção de transformar o blogui em site, rádio on-line e tudo mais. Mas para esta tarefa é necessário suporte financeiro.

Para isso o blogui abre esta campanha de financiamento colaborativo que vai garantir a manutenção e quiçá sua transformação em site etc.

Sua contribuição vai ajudar a manter postagens semanais sobre os mais variados artistas com álbuns em download gratuito, dicas sobre discos a baixar, podcasts, novos lançamentos em streaming, retrospectivas e listas de melhores discos de cada ano – incluíndo listas de melhores álbuns dos anos passados como por exemplo 1964, 1999, 1986, 1971 entre outros anos.

Por isso o blogui encerra este período de hiato na esperança de alcançar o aporte financeiro necessário para dar continuação aos trabalhos por mais um ano.

Então para manter o blogui ativo... Siga o site vakinha e contribua neste processo.

Quando atingirmos a meta... Vamos dobrar a meta... E ai quem sabe? Venha um site... Uma radio on-line... Canal no youtube... E tudo mais... Valeu!!!

domingo, 8 de maio de 2011

O AMOR É IMPORTANTE, PORRA! ou MAIS AMOR, POR FAVOR

O samba do Criolo Doido foi inspiração mesmo, e daí? Mas hoje em dia ele já tirou o Doido do nome. Quem sabe para impedir mais perguntas sobre a loucura? Porque o som de louco não tem nada... Quem sabe só no bom sentido.

O som do Criolo foi lançado na internet, para download gratuito mesmo, com aval do produtor, Daniel Ganjaman. Quem disser que é hip-hop, não vai estar mentindo, mas pode estar equivocado. Porque o disco, ‘Nó na Orelha’, tem de tudo um pouco e pode até ser considerado um disco mais soul que rap.

O álbum começa com um afrobeat de responsa, ‘Bogotá’, que remeto aos versos de Manuel Bandeira, “Vou-me embora pra Pasárgada”. Mas o Criolo vai também pra capital da Colômbia. A faixa seguinte, ‘Subirusdoistiozin’, que nada mais é que a união da expressão “subiram os dois tiozinhos” como uma única palavra. Essa faixa tem cara de hip-hop, também tem cara de fusion-jazz, soul, enfim, é tudo isso misturado.

Em ‘Não existe amor em SP’ o Criolo constrói uma fábula realista da cidade que inspirou a canção. Outra inspiração também foram os grafites encontrados na capital paulista, que dizem que “o amor é importante, porra!” e também pedem “mais amor, por favor”. Uma música lírica e bela.



‘Mariô’ tem um quê de batucada, mas também tem hip-hop, tem soul e tem rima, pois é quando o Criolo canta com a cadência do rap. ‘Freguês da meia noite’ passa impressão de ter sido gravada nas boates bregas da vida. ‘Grajauex’ é um hip-hopex, rapex, raggaex e todos sufixos ‘ex’ que o Criolo pode se lembrar.

Apesar do nome ‘Samba sambei’ não tem nada de samba. Está mais pra reggae, dub ou ska, que para o ritmo brasileiro. Como bem explica o Criolo, a utilização de samba como verbo ao invés de ser o nome ao ritmo. ‘Sucrilhos’ é onde o Criolo mostra algumas de suas influências e suas rimas da época da ‘Rinha de MCs’, da qual foi um dos criadores.

Com ‘Lion man’ o Criolo rima e faz sua mistura entre ritmos estrangeiros com o soul e hip-hop brasileiros, entre o reggae e o rap. ‘Linha de frente’ é o samba do Criolo Doido com a turma de Maurício de Souza.

A poesia do Criolo é assim – com inspiração no cotidiano da cidade paulistana – uma crônica de suas influências, vivências e tudo que o cerca etc. Porque você é tudo aquilo que lê, ouve pensa e vê. Por isso o Criolo rima com esses temas. Porque viveu tudo isso, seja no gibi da ‘Turma da Mônica’ ou no sucrilhos no prato.



2011 Nó na Orelha

1. Bogotá
2. Subirusdoistiozin
3. Não existe amor em SP
4. Mariô
5. Freguês da meia noite
6. Grajauex
7. Samba Sambei
8. Sucrilhos
9. Lion man
10. Linha de frente

Abaixar

8 comentários:

ka disse...

Mandou benzaço.....eu baixei esse semana passada e foi uma grata surpresa,bem essa parada mesmo,eu esperava um cd de hip hop ou rap e é uma mistura muito louca,mais muito boa...estou adorando.

Edson d'Aquino disse...

Brunão, confesso que baixei meio cabreiro com o conteúdo pois hip-hop, rap e outras esquisitices que estão destruindo (acho até que já destruiram, salvo raríssimas exceções como Macy, Alicia, Joss, Sharon) a black music velha de guerra me provocam náuseas, mas foi uma gratíssima surpresa.
Fiquei amarradão nesse som e muito me incentivou baixá-lo (além de seu sempre 'cinematográfico' texto) o clip de 'Não Existe Amor em SP', um groove num clima melancólico de partir o coração. Bom demais. E ainda vem com artwork completaço!!!
[]ões

Eu Ovo disse...

não vai se arrepender EdSom.
e 'não existe amor em SP' é mesmo uma belíssima balada soul.
se eu fosse rotular esse disco do Criolo - não seria em hip-hop nem rap - mas sim soul.
com certeza - desde já - um dos top 5 do ano...
abs

Luciano disse...

Depois do Carlos Careqa, essa foi outra grata surpresa. Maravilhoso som que a gente não cansa de ouvir várias e várias vezes.

Dave Bowman disse...

Radicalmente um som do caramba! Baixei e escuto direto. Mais uma vez acertou em cheio na seleção do post.

Abraços,

Vancarder.

Zé Henrique disse...

Bom pra caralho!
Tem de tudo nesse disco - como foi dito na resenha, e tudo bem feito.
Fiz questão de comprar o original.

Camisa dez da Gávea disse...

Cada vez mais, me impressiono com esta nova leva de músicos(as)/cantores(as) nacionais. Cara, que geração de ouro! :)

Obrigado Mr. Eu Ovo.

अर्जुन disse...

Fantástico !!!