SALVE EUOVO!!!

Sempre houve a intenção de transformar o blogui em site, rádio on-line e tudo mais. Mas para esta tarefa é necessário suporte financeiro.

Para isso o blogui abre esta campanha de financiamento colaborativo que vai garantir a manutenção e quiçá sua transformação em site etc.

Sua contribuição vai ajudar a manter postagens semanais sobre os mais variados artistas com álbuns em download gratuito, dicas sobre discos a baixar, podcasts, novos lançamentos em streaming, retrospectivas e listas de melhores discos de cada ano – incluíndo listas de melhores álbuns dos anos passados como por exemplo 1964, 1999, 1986, 1971 entre outros anos.

Por isso o blogui encerra este período de hiato na esperança de alcançar o aporte financeiro necessário para dar continuação aos trabalhos por mais um ano.

Então para manter o blogui ativo... Siga o site vakinha e contribua neste processo.

Quando atingirmos a meta... Vamos dobrar a meta... E ai quem sabe? Venha um site... Uma radio on-line... Canal no youtube... E tudo mais... Valeu!!!

domingo, 5 de agosto de 2012

UM TANTO DE TUDO DA TULIPA RUIZ

O segundo disco de Tulipa Ruiz vazou pelas mãos da própria artista. ‘Tudo Tanto’ segue a mesma linha de ‘Efêmera’ e ainda consegue ser melhor que o antecessor. Com produção do irmão, Gustavo Ruiz, Tulipa mostra belas composições, recheadas de concretismo pop-art.

O álbum abre com ‘É’, para deixar bem claro a que veio Tulipa com essa obra. “Pode ser e é”, enfatiza ela. ‘Ok’ é uma daquelas baladinhas que enaltecem as características vocais da cantora, e convenhamos, tem a cara da Tulipa. ‘Quando eu achar’ é quase um reggae-slow-ska que encerra com aliterações onomatopéicas.

‘Like this’ tem Daniel Ganjaman nos sintetizadores e a cantora divide a marcação vocalize com a guitarra sempre eficiente do pai Luiz Chagas. Uma bossa nova surgiu em ‘Desinibida’, com uma guitarrinha lap steel de Kassin, e um piano rhodes de Donatinho, que também aparecem em ‘Script’, além de Rafael Castro na guitarra e Dudu Tsuda no moog.

‘Dois cafés’ traz a especialíssima participação de Lulu Santos nos vocais e na guitarra slide, uma canção pop pós-calypso. ‘Expectativa’ tem parentesco próximo com o disco de estreia da cantora, um pop dançante de levada simples, composta em parceria com o irmão. A canção ‘Bom’ ressalta o arranjo de cordas e madeiras de Jacques Mathias.

‘Víbora’ é um slow-blues rasgado composto junto com Criolo e a banda, Gustavo Ruiz e Luiz Chagas nas cordas e Caio Lopes na bateria. Destaque para a bela letra e os gritos ensandecidos de Tulipa encarnando uma Janis Joplin tupiniquim. O disco encerra com ‘Cada voz’, numa explosão catártica de metais e guitarras com efeitos.

O disco novo da Tulipa é como uma evolução, uma continuação, como se fosse a parte dois de um filme de sucesso, mais ação, mais risos, mais romance, mais tudo... Para agradar tanto aos novos ouvintes quanto aos já iniciados.

2012 Tudo Tanto

1. É
2. Ok
3. Quando eu achar
4. Like this
5. Desinibida
6. Script
7. Dois cafés
8. Expectativa
9. Bom
10. Víbora
11. Cada voz

ABAIXAR

Um comentário:

fabio rodrigues disse...

da hora meus ovidos ovis muitos bem