SALVE EUOVO!!!

Sempre houve a intenção de transformar o blogui em site, rádio on-line e tudo mais. Mas para esta tarefa é necessário suporte financeiro.

Para isso o blogui abre esta campanha de financiamento colaborativo que vai garantir a manutenção e quiçá sua transformação em site etc.

Sua contribuição vai ajudar a manter postagens semanais sobre os mais variados artistas com álbuns em download gratuito, dicas sobre discos a baixar, podcasts, novos lançamentos em streaming, retrospectivas e listas de melhores discos de cada ano – incluíndo listas de melhores álbuns dos anos passados como por exemplo 1964, 1999, 1986, 1971 entre outros anos.

Por isso o blogui encerra este período de hiato na esperança de alcançar o aporte financeiro necessário para dar continuação aos trabalhos por mais um ano.

Então para manter o blogui ativo... Siga o site vakinha e contribua neste processo.

Quando atingirmos a meta... Vamos dobrar a meta... E ai quem sabe? Venha um site... Uma radio on-line... Canal no youtube... E tudo mais... Valeu!!!

domingo, 28 de dezembro de 2014

VOCÊ É MEU AMORZINHO, MEU DOCINHO E MEU ROQUEZINHO

Cantor paulistano apresenta novas influências e transborda de referências ao universo “glitter”, “glamour” e roquenrou dos anos 70.


Thiago Pethit deixa a delicadeza e singularidade de lado para abraçar o roquenrou de forma andrógena e consciente.

Baseado na fase glitter marciana de David Bowie, na ferocidade animal de Iggy Pop ou nos roques Nova Iorquinos vanguardistas de Lou Reed, Petit mergulha no ambiente 'Velvet goldmine' e transborda de atitude e altitude em melodias explosivas e auto-mutiladoras.

O disco abre com uma introdução que parece pedir e suplicar que o roquenrou venha com força total. A faixa título segue jogando o ouvinte contra a parede sonora, ou bem o contrário, em 'Rock'n'roll sugar darling'.

'Romeo' segue apresentando a influência do produtor do álbum, Adriano Cintra, que junto com Kassim impulsionaram uma obra fabulosa. 'Romeo' ganhou um clipe subversivo apresentando o modelo Lucas Veríssimo e um visual 'Cowboy Junkie' de Gus Van Zant. A mesma canção também ganhou um remix eletrônico de Cintra, que chega a ser tão boa como a versão original.

'Quero ser seu cão' remete a famosa frase defendida pelos 'Stooges', com uma batida firme e cadente. 'Save the last dance' também transparece a atuação dos produtores, Cintra e Kassin, em escolher timbres e construções melódicas.

'De trago em trago' vem como um interlúdio de uma obra em movimento como um filme de estrada. Mas uma referência aos 'Stooges' aparece em '1992'. 'Honey bi' trás um blues experimental com influências desde a jovem guarda aos beatniks do “teste do ácido do refresco elétrico”. 'Voodoo' apresenta um Pethit interagindo com um coral de igreja e soltando os agudos no climax do final.

'Perdedor' mostra o lado baladeiro de Pethit, e volta a acrescentar o coral religioso na questão harmônica. 'Story in blue' retorna Pethit ao seu ambiente de origem – ou seja às baladas com um pé no leste europeu.

2014 Rock`n`Roll Sugar Darling

1. Intro
2. Rock`n`roll sugar darling
3. Romeo
4. Quero ser seu cão
5. Save the last dance
6. De trago em trago
7. 1992
8. Honey bi
9. Voodoo
10. Perdedor
11. Story in blue

2 comentários:

Unknown disse...

Cadê o disco da Gerson?????
Di Boa!!!!!

Eu Ovo disse...

então de boa, respondendo.
esse disco não existe!