SALVE EUOVO!!!

Sempre houve a intenção de transformar o blogui em site, rádio on-line e tudo mais. Mas para esta tarefa é necessário suporte financeiro.

Para isso o blogui abre esta campanha de financiamento colaborativo que vai garantir a manutenção e quiçá sua transformação em site etc.

Sua contribuição vai ajudar a manter postagens semanais sobre os mais variados artistas com álbuns em download gratuito, dicas sobre discos a baixar, podcasts, novos lançamentos em streaming, retrospectivas e listas de melhores discos de cada ano – incluíndo listas de melhores álbuns dos anos passados como por exemplo 1964, 1999, 1986, 1971 entre outros anos.

Por isso o blogui encerra este período de hiato na esperança de alcançar o aporte financeiro necessário para dar continuação aos trabalhos por mais um ano.

Então para manter o blogui ativo... Siga o site vakinha e contribua neste processo.

Quando atingirmos a meta... Vamos dobrar a meta... E ai quem sabe? Venha um site... Uma radio on-line... Canal no youtube... E tudo mais... Valeu!!!

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

NEGO DO CABELO DURO QUALÉ OZ PENTE QUE TE PENTEIA

Marcelo, vulgo Nego Moçambique, tocava numa banda chamada Oz, que não durou muito, mas fez bastante sucesso, gravou um disco e participou de uma coletânia com outras bandas da cidade, que gravaram um disco acústico para um programa de rádio bem popular na época.

Com o fim da banda, Marcelo virou o produtor musical Nego Moçambique, e já tem dois discos de música eletrônica gravados.

Para explicar melhor o que leva um cara, do hardcore à música eletrônica, o Eu Ovo entrevistou o Marcelão, vulgo Nego Moçambique.

Eu Ovo: Marcelo (Nego Moçambique) você tocou com a banda de hardcore OZ nos anos 90. Como que um cara que tocava hardcore pode passar a tocar música eletrônica?

Nego Moçambique: nao so eu, mas os caras da banda ouviam musica eletronica. o problema eh o que se convencionou a chamar de musica eletronica... por que ateh o sisters of mercy usava batera eletronica, nao sei se vc sabe. essa separacao que tem no brasil "como que um cara que tocava hardcore pode tocar musica eletronica?", bom isso nao existe fora daqui. tanta coisa era eletronica naquela epoca que eu nem consigo entender essa afirmacao. hip hop nao eh musica eletronica? eu uso o mesmo equipamento que os caras do rap usam pra fazer musica. vc tem que pesquisar melhor o assunto musica eletronica. eh amplo. e nao eh so musica de rave. young gods, primal scream, buttholesurfers, nine inch nails... bom, s o pra citar as mais obvias... se vc pesquisar...vai perceber que tem muita coisa...

EO: Como foram os anos 90 em Brasília? Quando só tinham bandas de garagem...

NM: bem, na epoca que vc diz que em brasilia so havia rock e bandas de garagem vc esta redondamente enganado. havia rap, havia dance music. vc nao sabia, mas muita gente ja fazia isso nessa epoca. muita gente ja tocava e gostava de musica eletronica. alias, nos anos 90 as bandas de harcore (nao era o caso do oz, nao era uma banda de hardcore, era so uma banda daqui qualquer) fora do brasil ja misturavam muita coisa.em brasilia, ja haviam grandes festas enquanto os rockeiros achavam que eram donos da cidade (pergunte para djs como isnt e the six). o pessoal do plano não sabia, rockeiros que vivam naquele papo fechado e preconceituoso de "brasilia eh a capital do rock". Pra eles era proibido qualquer outro tipo de musica: "marvin gaye? quem eh essa bicha? o que? o cara canta em falsete? eh viado!" Pior pra eles. Perderam uma decada de musica, a decada de 90, que foi produtiva em todas as direcoes.

EO: Como foi que rolou a sua saída do OZ e a mudança para a música eletrônica? Porque você saiu do hardcore para o eletrônico... Rolou algum preconceito? Da galera do 'rock'...

NM: Bom, nao foi uma grande mudanca: o que eu fiz foi trocar de interface. Antes eu tinha uma banda, agora eu sou a banda de um homem so. Faco todas as partes da musica. Preconceito ja rolava antes de eu sair da banda. De certa forma, essa visao que os rockeiros de brasilia tinham da musica, limitou demais o desenvolvimento de linguagens inovadoras. Mas rolava muito preconceito. Lembro de quando abriram a primeira casa forte de e-music de brasilia, o Wlod Club. Rockeiros antigos falavam super mal do lugar, enfim, acho que isso acontece sempre na historia. Eh difícil aceitar que todo seu esforco pra desenvolver algo, pode ser esmagado pelas novas geracoes, ideias. Mas nao acho que eh isso que acontece, acho que tudo pode ser somado. Ou simplesmente pode-se alcancar uma especializacao: por exemplo, quem gosta de metal, gosta de metal e pronto. Eu sou pela mistura, mas cada um eh um, mentes diferentes tem necessidades diferentes. Mas sem duvida, rolava um Preconceito pesado.

EO: Como foi que você virou DJ?

NM: nunca virei dj. nunca toquei um disco na vida.nunca! sou produtor musical, faco minhas musicas, canto, escrevo as letras. Nunca fui dj.

EO: Então, como foi que você começou musicalmente?

NM: antes de ter uma banda de "hardcore" (hahahahahaha, nao deixa o phu ler isso) eu tocava violoncelo na escola de musica. eu gostava de musica erudita. e de tudo que tocava nas radios na decada de 80. esse lance de oz so rolou, porque eu conhecia os caras do colegio. e eles me chamaram pra tocar. como você disse, o hobby do pessoal do plano era ter bandinha de garagem e nossa, como se levavam a serio!!!! antes disso, eu gostava de musica de radio, nao sabia a diferenca do "verdadeiro som underground" em relação ao som "comercial". eu so gostava de musica "ruim". e hoje, quando ouço varias bandas daquela epoca, nossa, acho muita coisa bem ruim. da vontade de rir. principalmente as bandas de brasilia, incluindo o oz. eu ja toquei em banda de reagge, banda de musica eletronica, banda de pagode, orquestra, fanfarra de colegio e tudo mais... e fui tocar "hardcore". e como nao pertenco a nada, hoje faco funk/ black music/ afrobeats eletronicos.

EO: Como você vê essa divulgação de discos pela internet? Você acha que prejudicam o artista?

NM: No meu caso nao, porque eu nao sou rico, nao sou da Warner, nao amasso cd pirata no centro de Sao Paulo com rolo compressor. Cd tinha que ser mais barato, estaria tudo resolvido. Noa eh digital? Porque não pode ser mais barato? Essa eh toda a questao da pirataria na minha humilde opniao. Sera que nos, vamos desistir mesmo dos objetos fisicos? Cd com encarte, esse tipo de coisa? Acho que eh uma questao de preco. Mas bom, voltando a sua pergunta, o artista pequeno, como eu, nao sai prejudicado, sai divulgado e revela seu verdaderio trabalho em shows. Ai da ateh pra tirar um troco. Mas eh um assunto dificl: tem gente que vive de direitos autorais. Nao so compositores mas, escritores por exemplo. Ainda nao surgiram soluções sobre esse assunto, direitos autorais e internet... por que as pessoas querem ler, ouvir, ver... mas os precos, principalmente aqui no nosso terceiro mundo sao inacessiveis pra maioria da populacao.

EO: Você tem planos para sua carreira? Quais são eles?

NM: Tocar bastante fora do Brasil. E principalmente, entrar na America Latina que eh nosso continente. Por exemplo, os musicos daqui, deveriam fazer um intercambio maior com os paises vizinhos. No so somos isolados deles, nao sabemos quais sao as novidades musicais por exemplo. E eh uma bobagem, estamos no mesmo continente. Entao, tenho feito um esforco para algo acontecer nesse sentido. Toquei no Chile recentemente e a recepcao foi otima. Vou tocar na Argentina agora. Nao podemos ficar inertes na América do Sul... por uma simples barreira de idiomas (uma barreira facilmente transponivel). Essa troca eh necessaria. O brasileiro escuta muito o que vem da Europa ou dos EUA. Mas tem muita coisa boa acontecendo debaixo do nosso nariz!

EO: Como foi técnicamente a produção desse novo álbum? Como você conseguiu reproduzir essa sonoridade? O disco parece ter sido feito nos anos 80... Foi algo que você buscou realmente?

NM:
eu cresci nos anos 80...hehehehe acho que foi bem natural porque os anos 80 foram uma epoca de ouro pro funk mezzo humano mezzo eletronico... e eu sou mezzo humano e mezzo eletronico. Entao, eu ouvi muito isso durante um tempo, porque eu queria fazer musica para os b-boys (na epoca, eu era um facinado por breakdance, assim como alguns caras sao viciados em futebol). Pode reparar que o disco eh bem organico... tem milhoes de solos essas coisas...a ultima musica eh um afrobeat.. tudo tocado saca? todas as linhas de baixo, teclados, pianos, sinths, orgaos... tocados no tecladao, eh claro... esse disco foi feito usando um equipamento bem simples (um sequencer hardware) e foi gravado num pc, na sala da casa de uma amiga. Depois levei a gravacao pra SP e finalizei la. Ai so foi mandar masterizar em Nova York e voila! Na real, o cd eh feito de faixas pra pista de danca. Nao deveria ser um album (uma vez que nao tem nenhum conceito envolvido). Creio que ele eh mais como uma compilacao de tres anos de trabalho. Sao as musicas que mais funcionavam na pista quando eu tocava. O ideia eh voce lancar singles, vinis pros djs... mas como isso nao existe por aqui, lancamos um álbum mesmo.

EO: Valeu Marcelo, pela entrevista...

NM: peace.paz. luz!
espero que tenha conseguido responder suas perguntas.
marcelao

2007 La Rumba Computer

1. Wake up for the music
2. Superluz (Sebo nas canelas)
3. Sex bomb
4. Dancingsubatomicmonkeyflava
5. She loves the superboogie (Melo do robozão)
6. Hold me
7. La rumba computer
8. El baby
9. Automatic love (Fonke musik)
10. Corazon
11. Da luv iz a bomb
12. Whatchagonnado
13. Afrikana

http://www.4shared.com/file/28848185/4526d39d/2007_La_Rumba_Computer.html

2003 Nego Moçambique

1. Ascenção
2. Um funk tropical
3. Fluxo ancestral
4. África ensolarada
5. A batida da rua
6. Um jardim no plexo solar
7. Bianca sabe dançar
8. Gil para b-boys
9. No ritmo do funk!

http://www.4shared.com/file/28842736/54ebc73a/2003_Nego_Moambique.html

1995 Sangre de Dios

1. Sky of potato chips
2. Dinossaur’s night
3. Snow man
4. Turkey buzzard
5. The boy with a blue brain
6. Burn
7. So long (little glue)
8. Blinded
9. Get up
10. Jack
11. Space cake
12. Très bien mon ami
13. A man is a man
14. Walk like an egyptian
15. King Gargoola
16. Whale's Song
17. Mama Jama
18. Machine
19. Bomb
20. The number 6
21. Sangre de Dios
22. The noise

http://www.4shared.com/file/28832185/98bbefe9/1995_Sangre_de_Dios.html

20 comentários:

Eu Ovo disse...

Valeu Leandro Galvão,
pelo link do Sangre de Dios.

Achei o ultimo do Nego Moçambique, que vc tinha comentado - eu nem sabia que ele tava de disco novo.

Achei melhor que o primeiro, mas ainda assim prefiro o Sangre de Dios.

Pelo estilo musical mesmo - pq nao curto esse lance eletrônico.

Valeu

leo79 disse...

Oz foi um banda muito legal e tava difícil recuperar o CD deles. Acho que o Nego solo também ficou bom. Belo post!

Mychel disse...

Olá!!!! Tá tudo massa no teu blog muitíssima qualidade principalmente no tocante a funk e afro-funk, mas tem uns arquivos danificados... ai segue uma lista:

O aruivo do FOME DE TUDO da nação Zumbi tá extraviado, ao ser extraido só tem 4 músicas;

ao acessar o endereço para baixar o disco SUPER BAD do Jame Brown ( http://www.mediafire.com/?4hnmxztm8ut ) aparece "INVALID QUICKKEY. ..." e por isso não dá pra baixar;

isso que digitei acima também ocorre quando tento baixar a terceira parte do magnífico disco SOUL ON TOP ( http://www.4shared.com/file/12716599/a1141410/1970_Soul_on_Top_Part_3.html );

PELOAMORDEDEUS Ajude-me a baixar esses discos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Valeu "BRODER" FORÇA

Eu Ovo disse...

Mychel,
o fome de tudo tá dificil ficar sem expirar - já é o terceiro link que expira em menos de 1 mês - devem ser fãs ardorosos da banda que denunciam os links - sem saber que a banda não está mesmo nem ai pelo arquivos digital - alias - vejam a atitude inovadora do radiohead - antes de denunciarem!

o superbad vou colocar link novo e o soul on top tmb - mas como não vou me lembrar que músicas ficavam na parte 3 do arquivo - vou colocar links novos do disco inteiro.

abs

Eu Ovo disse...

tenta o fome de todo no orkut - na comunidade o Dilúvio - ou no sombarato
abs

Anônimo disse...

engracado que voce so fez uma fofoca. voce nao falou de nenhum dos discos, nao disse o que o cara faz hoje em dia. voce conhece os trabalhos? ja ouviu os cds? sabe do que se trata?

Anônimo disse...

"Naquela época não havia nenhum indício de música eletrônica no cenário musical da cidade." ????

"... Marcelo deu um tempo no cenário musical e quando começaram a pipocar raves pela cidade, ele começou a se interessar pelo assunto e virou DJ." ???

Não acha melhor escrever sobre um assunto que conhece um pouco sequer??

Eu Ovo disse...

hahahahahahaha.
não sei porque todo anônimo é tão valente e insolente. deve ser por causa do coração...

será que fica melhor se eu colocar uma entrevista com o Marcelo? o próprio Nego Moçambique?

Você não quer responder não, hein? anônimo de jesus?
hahahahahahahahahaha.

Eu Ovo disse...

mas é isso aí

ficou bom agora - eu espero.

esse post foi interminável - tava mexendo nele hoje ainda.

abraços a todos que comentaram.

leo79 disse...

Belo post... acho que o terceiro disco do Marcelo ficou melhor que os outros dois... mas simplesmente evoluiu. Todos tem qualidade e são divertidos. Brasília mudou muito mesmo, foi acabando esse negócio de ser do rock...

Finalmente o post que eu queria ver!!!

Mychel disse...

Rapaz o negócio aqui tá é quente!!!!

Caramba! só play massa

Um abraço...

Teresa disse...

oww
q legal o blog!!!!!!!

=*

SOLIDOWN disse...

Ovo!!!!!!!!!!!!!!
Putz meu velho, Sangre de Dios é ducaralho!!!!
Eu tenho esse disco e sou chapado com o OZ, desde um show deles em BSB que tava demais.
Pena que acabou.

Parabéns meu velho!

MrC5 disse...

Fala galera!!

Consegui uma nova forma de baixar no rapidshare com um premier account! e fácil demais e não paga nada =) !!

1. Va para o site www.paypal.com
2. Registe-se com uma conta premier, e preencha todos os seus dados.
3. Nesta conta não escolha pagar com cartao, siga em frente.
4. Ative a sua conta no paypal.
5. Vá pra este site http://bux.to/?r=mrc5 e se registe. (acessando por esse link vc já vai ganhar um bonus =) )

Agora vc só tem que ir no SURF ADS. Lá vc sera pago por visitar akeles sites =) (Testei todos e não tem nenhum vírus pode ficar tranquilo)!! Apenas 30 segundos em cada site e grana na sua conta!! Depois é so mandar para sua conta no paypal e pagar o rapidshare!!!

Se tiver alguma dúvida manda um email para: seijikovs@ig.com.br que respondo a qualquer dúvida.

Abraço

João disse...

Oz era horrível, por isso o sujeito inegavelmente evoluiu ao fazer musica eletronica. E cada pixotoda que ele deu no entrevistador, só faltou chamar de ignorante.

Eu Ovo disse...

João... Tá certo vc descobriu tudo.
Essa postagem não nasceu uma entrevista.
foi um release - no qual eu falava que ele tinha virado Dj etc e tal.

A entrevista foi basicamente um email que o próprio marcelo (nego moçambique) me enviou dando uma bronca por causa da matéria.

Daí, com autorização do proprio marcelo eu transformei o email numa entrevista - maas o email nunca foi editado nem coisa parecida - basicamente foi copiado e colado para o blogui.

Também fiz as últimas perguntas e o marcelo respondeu - e edai coloquei tudo no blogui.

Vc pode ver a diferença no tom da entrevista - quando chega ao final. Pois é isso mesmo - a bronca acabou e ficou tudo bem.

grande abraço e obrigado pelo comentário.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

alias, se puder apagar meu email aqui do blog depois, seria demais

Eu Ovo disse...

tenho sim o email... é por isso que eu gosto de gmail... pq é só vc enviar um e-mail pra pessoa, que o gmail lembra depois e vc nem precisa de salvar em contatos nem nada.
eu tenho pavor de guardar contatos na internet e ter um virus enviado pelo meu e-mail para varias outras pessoas dos meus contatos.
vou logo apagar esse comentário.
abs

patilda disse...

OIEEEE! QUERIA BAIXAR OS CDS DO NEGO MOÇAMBIQUE MAS OS LINKS ESTÃO EXPIRADOS! TEM COMO POSTAR DE NUEVO?
BEIJO