SALVE EUOVO!!!

Sempre houve a intenção de transformar o blogui em site, rádio on-line e tudo mais. Mas para esta tarefa é necessário suporte financeiro.

Para isso o blogui abre esta campanha de financiamento colaborativo que vai garantir a manutenção e quiçá sua transformação em site etc.

Sua contribuição vai ajudar a manter postagens semanais sobre os mais variados artistas com álbuns em download gratuito, dicas sobre discos a baixar, podcasts, novos lançamentos em streaming, retrospectivas e listas de melhores discos de cada ano – incluíndo listas de melhores álbuns dos anos passados como por exemplo 1964, 1999, 1986, 1971 entre outros anos.

Por isso o blogui encerra este período de hiato na esperança de alcançar o aporte financeiro necessário para dar continuação aos trabalhos por mais um ano.

Então para manter o blogui ativo... Siga o site vakinha e contribua neste processo.

Quando atingirmos a meta... Vamos dobrar a meta... E ai quem sabe? Venha um site... Uma radio on-line... Canal no youtube... E tudo mais... Valeu!!!

segunda-feira, 28 de maio de 2007

EMERGINDO DA CIÊNCIA

A banda formada por Arnaldo Baptista no piano e vocal, John Flavin na guitarra, Osvaldo Gennari “Cokinho” no baixo e Rolando Castello Júnior na bateria. Esta foi a formação clássica do Patrulha do Espaço, e que gravou o Elo Perdido e o Vice-Versa Studio.

John Flavin deixou a banda antes da gravação ao vivo de Faremos uma Noitada Excelente, e foi substituído por Eduardo Chermont, o “Dudu”. Porém após o show que originou a gravação do segundo disco da banda, o seu principal compositor e líder da banda, Arnaldo Baptista deixou o grupo para se dedicar a uma carreira inteiramente solo.

Inicialmente os integrantes da banda acharam que era o fim, mas continuaram ensaiando, com Percy Weiss, ex-vocal da banda Made in Brazil. Mais tarde Walter Baillot, ex-guitarrista do Joelho de Porco, foi chamado para a segunda guitarra do Patrulha. Essa formação não durou muito e não passou de alguns meses. Com a saída de Walter e Percy, a Patrulha virou um trio.

Percy havia voltado aos vocais do Made in Brazil, mas continuou como colaborador da banda, tanto que nas gravações do que seria o primeiro disco da banda, sem Arnaldo, Percy cantou no lugar de Dudu, que teve problemas vocais. Este foi a última participação de Cokinho tocando baixo com o Patrulha, pois ele deixou a banda sendo substituído por Sérgio Santana.

Como um power trio, com Rolando Castello Jr. na bateria, Sérgio Santana nos vocais e baixo e Dudu Chermont também nos vocais e na guitarra, o Patrulha do Espaço, gravou discos e compactos até 1984, quando Dudu deixou a banda. Ainda em 84 a dupla Rolando Castelo Jr. e Sérgio Santana, gravou um compacto com Fábio “Índio” Amaral na guitarra, mas essa formação não durou muito tempo.

Em 1985, os remanescentes receberam o auxílio luxuoso do guitarrista argentino Pappo, com o qual gravaram o antológico Patrulha 85. Pappo já havia tocado com Rolando na banda Aeroblues, e deixou o som do Patrulha do Espaço muito pesado, bem próximo do heavy metal. Essa formação também durou pouco, e logo Pappo recebeu convites para voltar a Argentina. A banda parou suas atividades por cinco anos.

Em 1990, o Patrulha do Espaço voltou a se reunir, novamente com Rolando e Sérgio, e Percy Weiss que voltou aos vocais e Rubens Gióia na segunda guitarra. Com essa formação, a banda lançou um compacto. Porém, em 1991, Sérgio Santana faleceu, e a banda perdeu novamente seu principal compositor.

A banda continuou com Rolando, Rubens, Percy, Alessandro Zupo na segunda guitarra e René Seabra no baixo, e com esta formação lançou mais um compacto e o disco Primus Inter Paris, que significa, o primeiro entre seus pares.

Mais uma dissolução e a banda se reformulou, com a volta do baixista original. Com Osvaldo Cokinho no baixo, Rolando na bateria, e outra volta fenomenal, o guitarrista argentino Pappo, o Patrulha lançou o compacto de 1994, ao vivo em Rudge Ramos. Após outra dissolução, Rolando deixou a banda hibernar por mais cinco anos.

Em 99, Rolando retomou o Patrulha do Espaço com nova formação, com Luiz Domingues no baixo, e Marcello Schevano e Rodrigo Hid se revezando na guitarra e no teclado. Com esta formação, lançou o disco Cronophagia em 2000, seguido do ComPactO, em 2003 com participações especiais de Andréas Kisser, do Sepultura, e Dudu Chermont, ex-guitarrista do próprio Patrulha do Espaço que faleceu no final daquele ano.

O disco mais recente foi o Missão na Área 13 de 2004, com Rolando Castelo Jr. na bateria, Luiz Domingues no baixo e Marcello Schevano e Rodrigo Hid na guitarra e teclado, ou simplesmente em duas guitarras. Recentemente, o Patrulha lançou um disco gravado ao vivo em 2004, com esta mesma formação.

A formação atual da banda tem Rolando na bateria, Percy Weiss de volta aos vocais, Ricardo Dezotti na guitarra e Wagner Siqueira no baixo, na turnê de despedida de uma das bandas mais emblemáticas do rock brasileiro.

1978 Compacto

1. Mamãe da rua

http://www.4shared.com/file/16307167/2c3fa5d4/1978_Compacto.html

1980 Patrulha do Espaço (Álbum preto)

1. Espere aqui por mim
2. Simples toque
3. Arrepiado
4. Role da estrada
5. Vamos curtir uma juntos
6. Caminho novo
7. Já faz tempo
8. Voar alto

Baixe aqui pelo Eu Ovo

1981 Patrulha do Espaço

1. Vampiros
2. Isso me irrita
3. Ruas da cidade
4. Berro
5. Depois das onze
6. Sai dessa vida
7. Nada a perder

http://www.4shared.com/file/16314752/5c20f874/1981_Patrulha_do_Espao.html

1982 Compacto

1. Vieirinha funky

http://www.4shared.com/file/16307386/c63f6ca2/1982_Compacto.html

1982 Patrulha (Álbum branco)

1. Columbia
2. Bomba
3. Jeito agressivo
4. Festa do rock
5. Mar metálico
6. Cão vadio
7. Transcendental
8. Meus 26 anos

Baixe aqui pelo Eu Ovo

1983 Patrulha do Espaço

1. Não tenha medo
2. Bruxas
3. Óvnis
4. Atenção
5. Nihil wave
6. Fogo cruzado
7. Piratas do espaço
8. Fantasia
9. Nab
10. Dudu’s bolero

Baixe aqui pelo Eu Ovo

1984 Compacto

1. Tráfego pesado

Baixe aqui pelo Eu Ovo

1985 Patrulha 85

1. Robot
2. Mulher fácil
3. Olho animal
4. Deus devorador
5. El riff

http://www.4shared.com/file/16312345/f93dab96/1985_Patrulha_85.html

1990 Compacto

1. Cidade nua
2. Gata
3. Pátria amada
4. Satisfação

http://www.4shared.com/file/16310250/3b87cce4/1990_Compacto.html

1992 Compacto

1. Serial killer
http://www.mediafire.com/?3nnnzhktbu2

1992 Primus Inter Paris

1. Satisfação
2. Olho animal
3. Cidade nua
4. Robot
5. Cão vadio
6. Festa do rock
7. Bomba
8. Mulher fácil
9. Columbia
10. Serial killer

http://www.mediafire.com/?dnj9xiafjym

1994 Compacto

1. Down in Rudge

http://www.4shared.com/file/16434045/b9d529cb/1994_Compacto.html

2000 Cronophagia

1. Sendo o tudo e o nada
2. Tudo vai mudar
3. O ritual
4. Ser
5. O novo sim
6. Sunshine
7. Retomada
8. Céu elétrico
9. Eu nunca existi
10. Alma mutante
11. Nave ave
12. O pote de Pokst
13. Spaced
14. Terra de mutantes
15. Sr. Barinsky
16. Epílogo

Baixe aqui pelo Eu Ovo

2003 ComPactO

1. São Paulo city
2. Louco um pouco zen
3. Sendas astrais
4. Homem carbono
5. Nem tudo é razão
6. Terra de minerais
7. Too Ginger

Baixe aqui pelo Eu Ovo

2004 Missão na Área 13

1. Rock com roll
2. Vou rolar
3. One nighter
4. Trampolim
5. Tão perto tão distante
6. Universo conspirante
7. Phrãna
8. For loonies only
9. Véu do amanhã

Baixe aqui pelo Eu Ovo

2007 Capturados Ao Vivo

1. Não Tenho Medo
2. Festa do Rock
3. Ser
4. Vou Rolar
5. São Paulo City
6. Quando a Paixão Te Alcançar
7. Arrepiado
8. Nave Ave
9. Homem Carbono
10. Anjo do Sol
11. Véu do Amanhã
12. Sendo o Tudo e o Nada
13. Tudo Vai Mudar
14. One Nighter
15. Universo Conspirante
16. Olho Animal

segunda-feira, 21 de maio de 2007

IT WAS A MAN’S MAN’S WORLD

James Brown nasceu na Carolina do Sul nos Estados Unidos e cresceu num ambiente de segregacionismo e discriminação racial. Aos quatro anos foi abandonado pelos pais, aos cuidados de parentes e amigos.

Brown cresceu na rua, onde cantava e dançava para conseguir pagar um quarto no bordel, onde dormia. Aos 16 anos foi preso por roubo de carro e passou três anos num reformatório.

Após a punição, entrou para o grupo de música gospel Three Swanees, tocando bateria e cantando rhythm ’n’ blues. Sua carreira de músico profissional começou em 1953, mas só gravou o primeiro disco em 1959, e depois nunca mais parou, Think, é o segundo álbum de sua extensa discografia.

Após o assassinato de Martin Luther King Jr. em 1968, James Brown entrou ao vivo em uma emissora de rádio de Boston e cantou durante toda noite para conter os ânimos das revoltas geradas naqueles dias de tensões.

Com um sucesso atrás do outro e uma performance arrasadora nos shows ao vivo, James Brown foi alvo de mais preconceitos. O governo norte-americano lhe taxava impostos abusivos e exorbitantes. James Brown vendeu suas casas e foi a bancarrota, mas pagou o imposto ao governo.

A carreira de Brown arrefeceu um pouco, devido ao sucesso das discotecas, onde o disc-jockey (DJ) tocava os grandes sucessos pelos long-plays da época. As performances ao vivo eram dispendiosas e diminuíram consideravelmente.

Com shows ao vivo, cada vez mais espaçados, Brown sofreu novamente com a discriminação, ao ser preso por porte ilegal de armas e drogas. Brown foi condenado a seis anos de prisão.

James Brown era conhecido por vários apelidos, entre eles, irmão do soul número um, padrinho, ou rei, do Soul, mr. Dinamite, ou o homem mais trabalhador no showbusines (hard-working man in showbusines). Brown, além de lançar discos e fazer shows, era dono de várias estações de rádio e de sua própria empresa de produções.

James Brown gravou mais de 800 canções em mais de 50 discos e teve mais de 119 singles nas paradas de sucesso. Todos os discos que ele gravou entre 1960 e 1977 ficaram entre os top 100 nas paradas de sucesso. Entrou no Hall da Fama do Rock and Roll e recebeu um prêmio Grammy pela carreira musical, em 1992.

Após toda essa conturbada trajetória, Brown marcou polêmica até mesmo depois sua morte. Por causa de uma disputa judicial entre os familiares, o corpo de Brown ficou aguardando o enterro, por mais de dois meses. Felizmente tudo já foi resolvido e Brown foi sepultado no dia 10 de março de 2007, na Carolina do Sul, Estados Unidos.

Mesmo depois de morto Brown poderia ter gritado bem alto de sua garganta, “It’s a man’s man’s man’s world!”, que é uma expressão que poderia ser traduzida para o português como, “É um mundo cão!”, ou literalmente, “É um mundo de homens! Homens de verdade!”.

1960 Think (& The Famous Flames)

1. Think
2. Good good lovin’
3. Wonder when you're coming home
4. I’ll go crazy
5. This old heart
6. I know it’s true
7. Bewildered
8. I'll never never let you go
9. You’ve got the power
10. If you want me
11. Baby you’re right
12. So long

http://www.mediafire.com/?ddqjkxygmsu

1968 I Got the Feelin’

1. I got the feelin’
2. Maybe I’ll understand
3. You’ve got the power
4. maybe good maybe bad
5. Shhhhh (For a little while)
6. Just plain funk
7. If I ruled the world
8. Maybe I'll understand (Part 2)
9. Stone fox
10. It won’t be me
11. Maybe good maybe bad (Part 2)
12. Here I go

http://www.mediafire.com/?42dzh4myloo
ou
http://www.badongo.com/file/3071518

1971 Super Bad

1. Superbad (Part 1 &2)
2. Let it be me
3. Sometime
4. A man has to go back the crossroads
5. Giving out of juice
6. By the time I get the phoenix

http://www.4shared.com/file/29223297/efd867da/1971_Super_Bad.html

1973 Slaughter's Big Rip-Off

1. Slaughter's theme
2. Tryin’ to get over
3. Transmorgrapfication
4. Happy for the poor
5. Brother rapp
6. Big & strong
7. Really really really
8. Sexy sexy sexy
9. To my brother
10. How long can I keep it up
11. People get up and drive your funky soul
12. King Slaughter
13. Straight ahead

http://www.mediafire.com/download.php?0ymvduqzono

1974 Hell

1. Coldblooded
2. Hell
3. My thang
4. Saying and doing it
5. Please please please
6. When the saints go marching in
7. These foolish things
8. Stormy monday
9. A man has to go back to the crossroads
10. Sometime
11. I can’t stand it
12. Lost someone
13. Don't tell a lie about me

http://www.mediafire.com/?5ytync5yy41

1994 At Studio 54

1. Gonna have a funky good time (Doing it to death)
2. Get up off a that thing
3. Body heat
4. Sex machine
5. Try me
6. Papa’s got a brand new bag
7. Get on the good foot
8. Medley It’s a man’s world, lost someone, man’s world
9. I got the feelin’
10. Cold sweat
11. Please please please
12. Jam

http://www.mediafire.com/?9o4rjy3ocwm

1995 Funky Christmas

1. Go power at Christmas time
2. Let's unite the whole world at Christmas
3. Santa Claus go straight to the ghetto
4. Merry Christmas baby
5. Let's make Christmas mean something this year
6. Soulfull Christmas
7. The Christmas song (Version 1)
8. Sweet little baby boy
9. Christmas is love
10. Please come home for Christmas
11. Santa Claus is definitely here to stay
12. Tit for tat (Ain't no taking back)
13. Santa Claus Santa Claus
14. Merry Christmas I love you
15. Signs of Christmas
16. Christmas in heaven
17. Hey America

http://www.mediafire.com/?ddmoqh2myyn

1996 The Original Showman Live

1. Give up or turn it loose
2. It's too funky in here
3. Gonna have a funky good time
4. Sex machine
5. Get on the good foot
6. Get up offa that thing
7. Hot pants
8. I got the feelin’
9. It's a man's man's man's world
10. Cold sweat
11. Papa's got a brand new bag
12. I got you (I feel good)
13. Please please please
14. Body heat

http://www.mediafire.com/?8wjejh2v44x

segunda-feira, 14 de maio de 2007

SERÁ QUE EU VOU VIRAR BOLOR?

Arnaldo Baptista ficou conhecido como o Syd Barret brasileiro, mas diferente do ex-guitarrista do Pink Floyd, ele conseguiu voltar a gravar e recuperar o prazer de tocar ao vivo.

No início da carreira Arnaldo formou, junto com o irmão Sérgio Dias e Rita Lee, Os Mutantes, que depois tiveram o auxilio luxuoso de Dinho Leme e Liminha. Com muitas viagens de ácido na cabeça, Arnaldo e sua banda entraram numa vereda cada vez mais progressiva, na qual não cabiam mais as intervenções humorísticas de Rita Lee, que era esposa de Arnaldo. A separação com o marido também levou Rita a sair da banda, mas o que mais influenciou foi o fato dos Mutantes estarem cada vez mais enveredando para um lado mais instrumentista e virtuose, e Rita não cabia mais neste parâmetro.

Ainda com Arnaldo, Os Mutantes lançaram o A e o Z, disco de 1973, que foi arquivado pela gravadora, e só foi lançado comercialmente nos anos 90. No ano seguinte, Arnaldo lançou seu primeiro disco solo, Loki, com Dinho na bateria e Liminha no baixo. A urgência era tanta em lançar seu disco solo, que Arnaldo praticamente utilizou os primeiros takes das gravações.

As viagens alucinógenas se intensificaram e Arnaldo deixou os Mutantes, para montar um grupo para acompanhá-lo nos próximos discos. O grupo se chamou Patrulha do Espaço e era formado por John Flavin na guitarra, Osvaldo GennariCokinho” no baixo e Rolando Castello Júnior na bateria, com Arnaldo tocando piano e cantando. Com esse grupo, Arnaldo lançou um disco de estúdio, Elo Perdido em 1977, e um disco ao vivo em 1978, Faremos uma Noitada Excelente.

Os restos das sessões de gravação do álbum de 1977 nos estúdios Vice-Versa, foram lançadas como bônus no relançamento do Elo Perdido em CD. Em 1979, Arnaldo participou de vários shows tocando sozinho, apenas no piano e voz, um desses shows foi no Tuca, e em outro ele registrou um cover de Rocket Man de Elton John. Este último show, Arnaldo intitulou de Shinin’ Alone, que significa brilhando sozinho em inglês.

No início dos anos 80, Arnaldo gravou as sessões do disco Singin’ Alone, cantando sozinho em inglês, no qual ele tocava todos os instrumentos. Após as gravações, Arnaldo foi internado em uma clínica de reabilitação, para se livrar da dependência com as drogas lisérgicas. O disco Singin’ Alone só foi lançado em 1982, mesmo ano em que Arnaldo pulou do terceiro andar da clínica de reabilitação, numa tentativa desesperada de fugir do lugar.

O acidente deixou o cantor com seqüelas irreversíveis na traquéia e na massa cerebral. Arnaldo passou a viver num sítio em Juiz de Fora, na companhia de sua mulher Lucinha, que cuidou dele na sua enfermidade. O sítio virou o lugar de descanso onde pintava e escrevia ficção científica. Por isso a semelhança com o ex-guitarrista do Pink Floyd, que vivia recluso na Inglaterra.

Arnaldo, chegou a ensaiar uma volta através de uma gravação caseira, no registro Disco Voador (Somente para Fãs), em 1986. Este lançamento pode ser considerado apenas como um registro, já que a precariedade das gravações prejudicou o resultado final.

Após, este registro, Arnaldo ficou quase 20 anos isolado em seu sítio em Juiz de Fora. Os únicos registros da obra de Arnaldo foram dois discos tributos, Sanguinho Novo, lançado em 1989, e Onde é que Está meu Rock’n’Roll em 1999.

No início dos anos 2000, Arnaldo começou a retornar ao cenário musical, através da insistência de Sean Ono Lennon, fã confesso, que convidou-o para uma participação no seu show no Brasil. Lobão também conseguiu que Arnaldo lhe acompanhasse no Abril Pro-Rock, e depois intermediou a produção de um disco, que foi lançado em 2004, Let it Bed.

Arnaldo voltou mesmo aos palcos, junto com seu irmão Sérgio Dias, e com o baterista Dinho, da formação original dos Mutantes. Esta reunião da banda, chegou a ser chamada de “volta dos mortos-vivos”, por alguns jornalistas. Mas que grande barato é ver o Arnaldo ressuscitando e subindo nos palcos mais uma vez....

1974 Loki?

1. Será que eu vou virar bolor?
2. Uma pessoa só
3. Não estou nem aí
4. Vou me afundar na lingerie
5. Honky tonky
6. Cê tá pensando que eu sou Loki?
7. Desculpe
8. Navegar de novo
9. Te amo podes crer
10. É fácil

http://www.4shared.com/file/30252701/821c4575/1974_Loki.html

1977 Elo Perdido (& Patrulha do Espaço)

1. Sunshine
2. Sexy sua
3. Corta jaca
4. Trem
5. Emergindo da ciência
6. Raio de sol
7. Um pouco assustador
8. Fique aqui comigo

http://www.4shared.com/file/30262007/29908c15/1977_Elo_Perdido___Patrulha_Do_Espao_.html

1977 Vice-Versa Studio (& Patrulha do Espaço)

1. Curte o meu barato (Sr. Empresário)
2. Cowboy
3. Sanguinho novo
5. Imagino a minha morte
6. Singin’ alone (Sentado num canto)

http://www.4shared.com/file/30266595/9ff503cc/1977_Vice-Versa_Studio___Patrulha_do_Espao_.html

1978 Faremos uma Noitada Excelente (& Patrulha do Espaço)

1. Emergindo da ciência
2. Um pouco assustador
3. Arnaldo soliszta
4. I feel in love one day
5. Cowboy
6. Hoje de manhã eu acordei

http://www.4shared.com/file/30472715/30f30050/1978_Faremos_uma_Noitada_Exelente___Patrulha_do_Espao_.html

1979 Arnaldo Ao Vivo no Tuca

1. O a e o z
2. Don’t think twice, it’s allright
3. Love is just around the corner
4. Take me to the limit
5. Ai garupa
6. Tacape
7. Ovelha negra

http://www.4shared.com/file/30377429/3af5616b/1979_Arnaldo_Ao_Vivo_no_Tuca.html

1979 Shinin’ Alone

1. Rocket man
2. Entrevista Rádio Bandeirante

http://www.4shared.com/file/30459653/11ffde37/1979_Shinin_Alone.html

1982 Singin’ Alone

1. I fell in love one day
2. O sol
3. Bomba H sobre São Paulo
4. Hoje de manhã eu acordei
5. Jesus come back to Earth
6. The cowboy
7. Sitting on the road side
8. Ciborg
9. Corta jaca
10. Coming through the waves of science
11. Young blood
12. Train

http://www.4shared.com/file/30478219/50336ef4/1982_Singin_Alone.html

1986 Disco Voador (Somente para Fãs)

1. Eu
2. Rodas
3. Crazy ones ballad
4. Traduções
5. Ovni
6. Maria Lucia
7. Jesus volte até a Terra
8. Le foulle balad
9. I wanna to take off every morning

http://www.4shared.com/file/30481172/6ca576f8/1986_Disco_Voador__Somente_para_Fs_.html

1989 Sanguinho Novo (Vários Artistas)

1. O sol (Sexo Explícito)
2. Bomba H sobre São Paulo (Vzyadoq Moe)
3. A hora e a vez do cabelo nascer (Sepultura)
4. I fell in love one day (Último Número)
5. Superfície do planeta (Paulo Miklos)
6. Sanguinho novo (Akira S e As Garotas que Erraram)
7. Jardim elétrico (Ratos de Porão)
8. Cê tá pensando que eu sou Loki? (Felini)
9. Sitting on the road side (Atahualpa I us Panquis)
10. É fácil (Skowa)
11. Te amo podes crer (Maria Angélica)
12. Sexy sua (Lobão)
13. Cozinho de noite (Léo Jaime & João Penca e seus Miquinhos Amestrados)

http://www.4shared.com/file/30878607/de5b1a15/1989_Sanguinho_Novo__Vrios_Artistas_.html

1999 Onde é que Está meu Rock’n’Roll (Vários Artistas)

1. Sexy sua (Nata Violeta)
2. Tacape (Athena)
3. The cowboy (El Kabong)
4. Jesus come back to Earth (Low Dream)
5. Ando meio desligado (Bootnafat)
6. Trem (Ligação Direta)
7. Sr. Empresário (Little Quail and The Mad Birds)
8. Ai garupa (Célia Porto)
9. El Justiciero (Mata Hari)
10. Imagino (Pravda)
11. Ciborg (Vernon Walters)
12. Te amo podes crer (Animais dos Espelhos)
13. A hora e a vez do cabelo nascer (Marssal)
14. Senhor F (Pinturas da Alma)
15. Dança de um outro tempo (Bruno Wambier)

http://www.4shared.com/file/30562585/14899562/1999_Onde__que_Est_Meu_RocknRoll__Vrios_Artistas_.html

2004 Let it Bed

1. Gurum gudum
2. Everybody thinks I’m crazy
3. L.S.D. (Louvado seja Deus)
4. To burn or not to burn
5. Bailarina
6. Deve ser amor
7. Nobody knows
8. Cacilda
9. Imagino
10. Ai garupa
11. Encantamento
12. Carrossel
13. Tacape

http://www.4shared.com/file/30889795/dab95af3/2004_Let_it_Bed.html

Arnaldo Extra

1978 - Walter Franco, Arnaldo Baptista e Sergio Dias - Lindo blue
1982 - Guilherme Arantes e Arnaldo Baptista - Coração paulista
2006 Arnaldo Baptista, Charles Gavin e Andreas Kisser - Give peace a chance
2006 Arnaldo Baptista e Cibo Mato - Give peace a chance (Remix)

segunda-feira, 7 de maio de 2007

WE'RE A HAPPY FAMILY

Kings of Leon é uma banda de rock da melhor qualidade. Os caras vieram do sul dos Estados Unidos e fizeram grande sucesso na Inglaterra. A banda é formada pelos irmãos Caleb Followill na guitarra e vocal, Jared Followill no baixo, Nathan Followill na bateria e o primo Mathew Followill, guitarra solo.

O nome inicial da banda seria The Followills, mas eles mudaram para Kings of Leon, em homenagem ao avô, Leon Followill. A banda lançou seu primeiro disco em 2003, Youth and Young Manhood, seguido por Aha Shake Heartbreak em 2004. Tocaram em turnê com U2, The Strokes, Pearl Jam e Bob Dylan. A banda se apresentou no Brasil no Tim Festival de 2005, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

O próprio Bob Dylan foi quem sugeriu a banda para excursionar em sua turnê, e demonstrou muita satisfação por se apresentar com os garotos de Leon. No último show da turnê, Dylan entrou no camarim da banda e comentou sobre a música Trani, canção do primeiro disco sobre um travesti prostituído. Dylan emendou que era uma excelente música e que “provavelmente foi uma das melhores coisas que já ouvi na minha vida inteira”.

O disco mais recente do Kings of Leon, foi lançado neste ano, Because of the Times. A banda já começou a preparar o quarto álbum. Caleb comentou que já trabalha em cima de novas canções, mas que evita escrever letras. “Nosso novo disco já estava pronto há um ano e ficamos esperando a gravadora lançá-lo, então estamos prontos para trabalhar em novas músicas”, concluiu ele.

O Kings of Leon já está escalado para o festival alemão Hurricane, que vai do dia 22 ao 24 de Junho e contará com algumas bandas e artistas como, Pearl Jam, Beastie Boys, Marylin Manson, Placebo, Incubus, Queens of the Stone Age, Interpol, Bloc Party, Snow Patrol, Manic Street Preachers, The Good the Bad & the Queen, Sonic Youth, Arcade Fire, Editors e muito mais.

2003 Youth & Young Manhood


1. Red morning light
2. Happy alone
3. Wasted time
4. Joe’s head
5. Trani
6. California waiting
7. Spiral starcase
8. Molly’s chambers
9. Genius
10. Dusty
11. Holy roller novocaine

http://www.4shared.com/file/15211307/9b5e6968/2003_Youth__Young_Manhood_Part_1.html
http://www.4shared.com/file/15211838/2c99c8db/2003_Youth__Young_Manhood_Part_2.html

2004 Aha Shake Heartbreak

1. Slow night so long
2. King of the rodeo
3. Taper Jean girl
4. Pistol of fire
5. Milk
6. The bucket
7. Soft
8. Razz
9. Day old blues
10. Four kicks
11. Velvet snow
12. Rememo
13. Where nobody knows

http://www.mediafire.com/?9g4oqmkm1zi

2006 Day Old Belgian Blues (EP)

1. Taper Jean girl
2. The bucket
3. Soft
4. Molly’s chamber
5. Four kicks
6. Trani

http://www.4shared.com/file/17370399/c61baf6f/2006_Day_Old_Belgian_Blues.html

2007 Because of the Times

1. Knocked up
2. Charmer
3. On call
4. McFearless
5. Black Tumbnail
6. My party
7. True love way
8. Ragoo
9. Fans
10. The runner
11. Trunk
12. Camaro
13. Arizona
http://www.4shared.com/file/11462579/b5a91aea/2007_Because_of_the_Times_Part_2.html