domingo, 29 de julho de 2012

TUDO PARADO NA CITY PARA OUVIR O TATÁ AEROPLANO

Tatá Aeroplano é responsável pelo som psicotropical do ‘Cérebro Eletrônico’ e pela irreverência do ‘Jumbo Elektro’, mas seu primeiro disco solo é recheado de clima retrô e arranjos folk, visto que até a capa do álbum entrega essa referência.

Nesse disco, Tatá canta e toca violão em algumas faixas, mas tem o auxílio da banda formada por Dustan Gallas, no baixo e teclados, Bruno Buarque na bateria e Junior Boca na guitarra. Mas também têm as participações mais que especiais de Leo Cavalcanti, Bárbara Eugênia, Maurício Fleury, Clayton Martin e Peri Pane.

O álbum tem letras ácidas cheias de referências atuais, como sempre fez Tatá, em suas bandas e colaborações. Como bom cronista, ele apresenta pequenos clássicos contemporâneos como ‘Night purpurina’, ‘Perigas correr’, ‘Tudo parado na city’ e ‘Machismo às avessas’.

Em ‘Par de tapas que doeu em mim’, Tatá mostra um recorte da Rua Augusta, de uma longa noite cheia de confusão e quebradeira. ‘Sartriana’ foi composta em parceria com Leo Cavalcanti e versa sobre mulheres de Jean Paul Sartre, enquanto ‘Cão sem dono’ foi baseada em filme de Beto Brant.

‘Um tempo pra nós dois’ revela um filme sobre relacionamentos amorosos e pequenos medos. ‘Uma janela aberta’ e ‘Te desejo, mas te refuto’ são duas baladas etéreas e espaciais com especial relevância aos arranjos de Dustan Gallas, bem como sua utilização do melotron, que marca o estilo pop-retrô-jovem-guarda de todo disco.

Um disco pop com letras inteligentes, pra todos aqueles que também “só jantam bem depois das 10”, disse o Aeroplano.

2012 Tatá Aeroplano

1. Sartiana
2. Perigas correr
3. Par de tapas que doeu em mim
4. Um tempo pra nós dois
5. Tudo parado na city
6. Uma janela aberta
7. Te desejo, mas te refuto
8. Machismo às avessas
9. Night purpurina
10. Cão sem dono

ABAIXAR

2 comentários:

Edson d'Aquino disse...

Letras fantásticas, heim, Brunão!?
Mas curti mesmo foi 'Par De Tapas...'.
[]ões

Eu Ovo disse...

'par de tapas... ' é épica.

as letras sao muito boas mesmo.

vc até se perde em meio a tantas referências.

abs.